ATP pune mais um tenista italiano por apostar

Federico Luzzi, de 28 anos, receberá 200 dias de suspensão e multa de US$ 50 mil

Agência Estado

29 de fevereiro de 2008 | 18h57

A Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) anunciou nesta sexta-feira a punição a mais um tenista italiano, acusado de fazer apostas em jogos de tênis. Federico Luzzi é o quinto jogador da Itália condenado pela entidade pela mesma infração e receberá 200 dias de suspensão como pena, além de multa de US$ 50 mil. Segundo a investigação da ATP, Luzzi fez 273 apostas em jogos de tênis entre maio de 2004 e abril de 2007. E uma delas foi numa partida em que ele atuou - apostou três euros que venceria. Apesar disso, a entidade atestou não ter encontrado evidências de que o italiano tenha influenciado o resultado de qualquer jogo. Aos 28 anos, Luzzi está atualmente na 139.ª posição do ranking mundial, mas já chegou a ocupar o 92ª lugar em 2002. Antes dele, os italianos Giorgio Galimberti, Potito Starace, Daniele Bracciali e Alessio de Mauro já tinha sido punidos pela ATP, que proíbe os tenistas de fazerem apostas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.