Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Atual campeão, Grêmio desafia renovado Estudiantes na retomada da Libertadores

Equipe argentina contratou diversos reforços durante a pausa do torneio; Marinho e Alisson disputam posição de Everton, lesionado

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

07 Agosto 2018 | 09h13

Paralisada desde o fim de maio em função da disputa da Copa do Mundo na Rússia, a Libertadores será retomada nesta terça-feira com o início das oitavas de final e um confronto de muito peso. Tricampeão do torneio continental, o Grêmio entrará em campo às 21h45 para enfrentar o renovado Estudiantes, dono de quatro títulos da competição, no Estádio Ciudad de Quilmes.

A história parecida em sua galeria de troféus na Libertadores esconde, porém, campanhas bem diferentes até agora dos dois times na competição. Dono do segundo melhor desempenho na fase de grupos entre todos os participantes, com quatro vitórias e dois empates, o Grêmio ainda está invicto no torneio.

Porém, após esse ótimo início e a pausa na competição, precisa lidar com a ausência do volante Arthur, destaque do título de 2017, que já se apresentou ao Barcelona. As soluções para isso, porém, já estavam no próprio elenco, com a consistência do trio formado por Cícero, Maicon e Ramiro no meio-campo.

Com eles, o Grêmio espera manter a condição de melhor defesa da Libertadores, com apenas dois gols sofridos nos seis jogos da fase de grupos, algo que será fundamental para deixá-lo em boas condições para o duelo de volta contra o Estudiantes, em Porto Alegre, no dia 28.

O problema é que não poderá contar com o atacante Everton, o seu artilheiro na competição, com três gols marcados, e na temporada, com 11, pois sofreu uma lesão na coxa direita na última quarta-feira, no duelo de ida com o Flamengo pelas quartas de final da Copa do Brasil.

E embora o seu substituto não tenha sido anunciado por Renato Gaúcho, ele deverá ser o atacante Marinho, contratado durante a pausa da Libertadores, e que marcou um gol no fim de semana, no triunfo por 2 a 0 sobre o Flamengo, desta vez pelo Campeonato Brasileiro.

Marinho, que disputa a vaga de Everton com Alisson, ganhou essa chance, assim como outros reservas do Grêmio, porque Renato vem repetindo em 2018 a estratégia das temporadas anteriores, de poupar seus principais jogadores no torneio de pontos corridos, apostando suas fichas nas competições de mata-mata. Ainda assim, chegará para o confronto com muito mais rodagem do que o Estudiantes, que só atuou uma vez na temporada 2018/2019, tendo goleado o Central Córdoba por 4 a 0, pela Copa Argentina.

O clube de La Plata, aliás, fez campanha decepcionante na temporada 2017/2018 do Campeonato Argentino, tendo ficado na modesta 16ª colocação. E o desempenho na Libertadores também não foi muito melhor, com duas vitórias, dois empates e duas derrotas, suficiente para o time avançar na fase de grupos, mas com a segunda pior campanha entre os classificados às oitavas de final.

Isso provocou mudanças de peso no clube, como a demissão do técnico Lucas Bernardi, substituído por Leandro Benítez. No elenco, entre outras saídas, o lateral Dubarbier se transferiu para o La Coruña, Juan Otero foi para a França, o atacante Lucas Melano retornou ao futebol dos Estados Unidos, enquanto o zagueiro Desábato se aposentou.

Mas o time também se movimentou no mercado, fazendo contratações como as do lateral Fernando Evangelista e dos atacantes Lucas Albertengo, Matías Pellegrini e Francisco Apaolaza, sendo que os dois últimos devem ser escalados como titulares nesta terça-feira.

Assim, Estudiantes e Grêmio vão se encontrar em Quilmes em estágios bem diferentes em um duelo que relembra um dos maiores jogos da história da Libertadores, a "Batalha de La Plata", quando, em um jogo marcado por intimidações, o time argentino, mesmo com apenas sete jogadores em campo, arrancou um empate por 3 a 3, embora posteriormente os gaúchos tenham conseguido se classificar à final, também conquistando o seu primeiro título continental.

 

FICHA TÉCNICA:

ESTUDIANTES x GRÊMIO

ESTUDIANTES - Mariano Andújar; Facundo Sánchez, Jonatan Schunke, Gastón Campi e Iván Erquiaga; Fernando Zuqui, Iván Gómez e Lucas Rodríguez; Pablo Lugüercio, Francisco Apaolaza e Matías Pellegrini. Técnico: Leandro Benítez.

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Léo Moura, Kannemann, Pedro Geromel e Bruno Cortez; Cícero, Maicon, Ramiro, Luan e Marinho (Alisson); André. Técnico: Renato Gaúcho.

ÁRBITRO - Andrés Cunha (Uruguai).

HORÁRIO - 21h45.

LOCAL - Estádio Ciudad de Quilmes, em Quilmes (Argentina).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.