Juan Medina/Reuters
Juan Medina/Reuters

Atuar pela seleção brasileira continua nos planos de Kaká

Mano Menezes tem mais dois amistosos em novembro para convocar o craque do Real Madrid

Luiz Antônio Prósperi, O Estado de S. Paulo

29 de setembro de 2011 | 08h08

SÃO PAULO - A volta de Kaká à seleção brasileira ainda é uma incógnita. Mano Menezes garante que depende apenas do jogador. Os dois tiveram uma conversa em maio, quando o craque encerrava o ciclo de recuperação da cirurgia no joelho esquerdo a que se submeteu em agosto de 2010.

Na encontro, Kaká disse ao treinador que não seria bom ser convocado para disputar a Copa América, em julho, na Argentina. O craque argumentou que precisava cumprir as férias, descansar e depois fazer uma boa pré-temporada no Real Madrid para voltar bem, confiante.

O jogador também garantiu ao técnico que seu objetivo era voltar à seleção e entrar no projeto do treinador para a Copa do Mundo de 2014. Mano aceitou as explicações de Kaká e disse que aguardaria um melhor momento para convocá-lo. Naquele ocasião, o treinador não tinha a menor esperança de contar com o craque do Real Madrid.

Era um duro golpe porque Kaká sempre esteve nos planos do treinador. Ele seria uma peça fundamental no processo de renovação da seleção.

"Gostaria de contar com o Adriano, o Ronaldinho e o Kaká. Eles formariam o trio de sustentação para a renovação que havíamos projetado para a seleção. Mas os três enfrentaram problemas distintos e não foi possível contar com nenhum deles", contou Mano ao Estado, em meados de agosto.

Dos três, apenas Ronaldinho Gaúcho foi convocado - para o amistoso contra Gana, os dois jogos contra a Argentina, e os próximos com Costa Rica e México. Adriano também está nos planos, desde que se firme no Corinthians.

Quanto a Kaká, o treinador tem apenas dois amistosos ainda neste ano (Gabão e Suíça ou Inglaterra, em novembro) para trazer o craque de volta à seleção. Se o meia engatar uma sequência de bons jogos pelo Real Madrid, como mostrou na vitória diante do Ajax na terça-feira, vai ser difícil ele não aparecer nas próximas listas de Mano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.