Renato Silvestre| Divulgação
Renato Silvestre| Divulgação

Audax rescinde contrato do meia Rodrigo Andrade

Jogador é artilheiro do Paulistão

Estadão Conteúdo

23 de março de 2016 | 12h07

Num campeonato Paulistão complicado, onde existe a briga constante pela classificação e contra o rebaixamento, como um time pode liberar o seu artilheiro, que também está na frente dos concorrentes? Pois isso aconteceu com Rodrigo Andrade, meia do Audax, que lidera a artilharia com oito gols. Ele teve seu contrato rescindido depois de uma discussão com o técnico Fernando Diniz. O fato pegou todos de surpresa.

Rodrigo Andrade trocou ofensas com Diniz logo após o empate do time com o São Bernardo, por 3 a 3, no sábado passado, pela 10ª rodada. Trocaram xingamentos e precisaram ser contidos antes de chegarem às vias de fato. A briga constrangeu alguns jogadores e os dirigentes precisaram tomar alguma atitude.

Segundo a direção do clube, a rescisão aconteceu porque o meia já havia discutido com o treinador no início do ano. Diniz aceitou as desculpas e Rodrigo Andrade precisou se explicar diante de todo o grupo de jogadores. O novo episódio de conflito de ideias não teve jeito. O próprio Rodrigo disse que queria sair.

"Houve uma discussão que passou um pouco do limite de ambas as partes, e se eu voltasse, aconteceria de novo. Por isso entrei em acordo com a diretoria. Mas não me arrependo de nada do que eu fiz. Saio pela porta da frente", explicou Andrade, um dos artilheiros do Estadual, com os mesmos oito gols do atacante Roger, do Red Bull Brasil.

O meia já deixou Osasco, sendo inclusive baixa na vitória sobre o Palmeiras no último domingo. Rodrigo Andrade, porém, deve acertar com um novo clube em breve. A Chapecoense estuda sua contratação para o Brasileirão. O Audax volta a campo nesta quarta-feira para enfrentar o Linense, às 19h30, em Osasco, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.