Audiência do caso Leandro Amaral fica para o próximo dia 14

A última sessão tinha sido adiada por determinação do juiz Leydomir Lago, da 66ª Vara Trabalhista do Rio

31 de janeiro de 2008 | 19h16

Foi marcada para o dia 14 de fevereiro, às 10 horas, a segunda audiência do processo envolvendo o atacante Leandro Amaral e Vasco. A última sessão tinha sido adiada por determinação do juiz Leydomir Lago, da 66ª Vara Trabalhista do Rio, que preferiu redistribuir o caso por questões de foro íntimo -  sua família torce para o Fluminense, atual clube do jogador.  Nesta quinta-feira, Leandro Amaral compareceu à 33ª Vara Trabalhista do Rio cercado por seguranças e, desta vez, não ouviu nenhuma ofensa de torcedores do Vasco. Ele foi ao local para antecipar a próxima audiência, que estava prevista para o dia 18 e ficou para o dia 14 de fevereiro, por causa de compromisso do Fluminense na Libertadores. Leandro Amaral conseguiu na Justiça sua liberação do Vasco, que exige uma indenização de R$ 9 milhões por suposta quebra de contrato. Depois disso, o atacante acertou com o Fluminense. Apesar do processo na Justiça, os advogados do Fluminense classificam como remotas as chances de o jogador retornar ao Vasco. Enquanto isso, Leandro Amaral continua atuando normalmente com a camisa do Flu no Campeonato Carioca - tem escalação garantida nesta sexta-feira, contra o Boavista.

Tudo o que sabemos sobre:
Leandro AmaralVascoFluminenseJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.