Auditor da Fifa condena 'clássico conflito de interesse' em caso Blatter-Platini

Em sua primeira declaração pública sobre a suspensão de Joseph Blatter e Michel Platini, Domenico Scala condenou o suspeito pagamento do suíço ao francês em 2011 e classificou o caso como "clássico conflito de interesses" dentro da Fifa. Para o auditor da entidade máxima do futebol mundial, Blatter pode ser condenado por falsificação.

Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2015 | 21h32

Blatter e Platini foram suspensos por 90 dias pelo Comitê de Ética da Fifa, no início do mês. O afastamento se deve à suspeita sobre o pagamento de 2 milhões de francos suíços (cerca de US$ 2 milhões) do suíço ao francês em 2011. Platini explicara que o dinheiro se referia a salários não pagos de trabalhos como consultor de Blatter entre 1998 e 2002.

O dinheiro, que não consta nos registros da Fifa, se tornou alvo de suspeita por causa da distância entre os serviços prestados por Platini e a data do pagamento. De acordo com Blatter, o pagamento se deveu a um "acordo de cavalheiros" entre os dois.

Para Domenico Scala, o acerto vai de encontro às normas éticas da Fifa. "Se é certo o que eles dizem, que tinham um pacto verbal, esse pagamento deveria ter sido registrado nas contas de 2002 e nos anos seguintes. E isso não aconteceu", criticou Scala, em entrevista à agência Associated Press.

"As duas partes, tanto o presidente Blatter quanto o senhor Platini, deveriam ter recusado essa negociação por serem membros do Comitê Executivo da Fifa. Ambos tinham um conflito de interesses no caso", declarou o auditor da Fifa. "O senhor Platini cobrou do presidente um pagamento com uma soma específica, o que ele não deveria ter feito, e é o que define o clássico conflito de interesses", reforçou Scala.

A suspensão de Blatter e Platini voltou a abalar a cúpula da Fifa. A medida é inédita por afastar o presidente e ainda afetar as eleições marcadas para o dia 26 de fevereiro. Platini era o principal favorito a vencer o pleito, mas agora pode ficar fora da disputa por estar suspenso. Ele e os outros interessados na disputa devem oficializar a candidatura até o fim do mês, o que está sendo inviabilizado pela suspensão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFifaBlatterPlatiniScala

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.