Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Auditoria interna aponta problemas nas contas santistas de 2014

Conselho Fiscal vê irregularidades na gestão de Odílio Rodrigues

Estadão Conteúdo

22 de junho de 2015 | 07h00

O Conselho Fiscal do Santos reprovou as contas da gestão de 2014, que era do ex-presidente Odílio Rodrigues. Uma auditoria interna realizada por uma empresa especializada, a Parker Randall Auditores, apontou diversas irregularidades em um detalhado parecer divulgado neste domingo pelo jornal A Tribuna, da cidade de Santos.

A auditoria abordou pontos problemáticos e polêmicos na gestão anterior como a contratação do centroavante Leandro Damião, que custou R$ 43 milhões e hoje está no Cruzeiro, a relação da antiga diretoria com o fundo de investimentos Doyen Sports, que havia investido na compra de Damião, e a contratação do meia Lucas Lima.

Com base na decisão do Conselho Fiscal, o Conselho Deliberativo do clube analisará os números em reunião que será realizada na próxima quinta-feira. Lucas Lima, que não jogou o clássico contra o Corinthians no último sábado porque estava suspenso, ainda pode ser negociado. O Porto, de Portugal, é um dos clubes interessados.

Em campo, o Santos só voltará a atuar no próximo domingo contra o Internacional, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Assim, como não terá compromisso no meio de semana, a equipe comandada pelo técnico Marcelo Fernandes enfrentará o São Caetano na próxima quarta-feira, às 15h30, no CT Rei Pelé, em um jogo-treino.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCfinançasBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.