Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Aumento de salário é o trunfo do Santos para segurar Lucas Lima

Presidente Modesto Roma Junior estuda premiar o meia

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2016 | 21h00

O presidente do Santos, Modesto Roma Junior, afirmou que poderá dar um aumento salarial para segurar o meia Lucas Lima. O camisa 20 é um dos principais alvos dos clubes europeus na próxima janela de transferências. “Ele disse que queria aumento de salário, não quer sair. Acho que sai o aumento”, afirmou o mandatário. A afirmação foi dada na noite desta segunda-feira durante a festa de premiação dos melhores do Campeonato Paulista. Modesto não revelou o porcentual do aumento.

Convocado para a Copa América, Lucas Lima deve desfalcar a equipe santista nas primeiras nove rodadas do Campeonato Brasileiro – a equipe estreia sábado diante do Atlético Mineiro. O jogador já indicou em várias entrevistas que a próxima janela de transferências deve ser o momento ideal para ele jogar na Europa. 

Embora o Santos tenha apenas 10% dos direitos econômicos do atleta, o grupo Doyen Sports, que detém 80%, e o empresário Edson Khodor, com os outros 10%, pressionam para que o negócio saia ainda este ano. De acordo com pessoas próximas ao jogador, o Real Madrid enviou emissários para observar o jogador, além de Ricardo Oliveira e Gabriel. “O Santos não tem muito interesse em vendê-lo porque tem um porcentual baixo dos direitos”, diz o empresário Vagner Ribeiro. “Mas se chegar uma grande proposta, vamos conversar com o Santos”, completa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.