Aurélio recusa convite do Cruzeiro

O técnico Marco Aurélio, da Ponte Preta, confirmou na noite desta quarta-feira que foi convidado pela direção do Cruzeiro para substituir a Luiz Felipe Scolari, que assumiu a seleção brasileira. Garantindo ter um compromisso formal com o time campineiro, o técnico rejeitou a proposta que considerou "tentadora"."Não posso deixar a Ponte agora, mesmo porque estamos traçando planos para até o final de 2002", justificou Marco Aurélio, que disse ainda ter muitos amigos na Toca da Raposa, concentração do time mineiro, onde conquistou ano passado o título da Copa do Brasil. Apesar do título, na ocasião, ele foi substituído pelo próprio Scolari."Além disso, estou no time de meu coração, junto da família e dos amigos", completou o técnico que assumiu a Ponte Preta nas vésperas das semifinais da Copa do Brasil no lugar de Nelsinho Baptista, que foi para o São Paulo.Marco Aurélio não confirmou o valor da oferta cruzeirense, mas segundo ele é muito superior ao que ele recebe na Ponte - perto de R$ 60 mil. Ele, porém, não disse quem o procurou representando o Cruzeiro.O técnico continua se reunindo diariamente com a diretoria da Ponte para traçar planos para o Campeonato Brasileiro. Na próxima semana, alguns jogadores devem ser dispensados e outros contratados. "Duas ou três peças serão trocadas", explicou o vice-presidente de futebol, Marco Eberlin.

Agencia Estado,

13 de junho de 2001 | 21h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.