Ausência de Riquelme domina preparação da Argentina

A renúncia de Juan Román Riquelme à seleção argentina por diferenças com o técnico Diego Maradona foi o tema mais comentado por seus ex-companheiros, que nesta segunda-feira iniciaram a preparação para os jogos contra Venezuela e Bolívia pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo.

AE-AP, Agencia Estado

23 de março de 2009 | 16h33

Questionados, os jogadores preferiram ser discretos ao comentarem a renúncia de Riquelme. "Creio que Román [Riquelme] é um grande jogador, mas não está aqui e temos que buscar outras alternativas", disse Lionel Messi.

Riquelme anunciou a sua decisão há duas semanas, logo depois de Maradona criticar suas últimas atuações pelo Boca Juniors. "A verdade é ninguém gosta que aconteçam essas coisas, mas é preciso se manter afastado", disse o capitão Javier Mascherano.

O volante do Liverpool admitiu que não esperava que Riquelme adotasse tal atitude. "Me surpreendeu o que fez Román. É uma decisão pessoal e temos que respeitar. Não sei como foi o caso, mas machuca não ter Román na seleção", lamentou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolArgentinaRiquelme

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.