Ausência de Tevez não preocupa Márcio

A ausência durante quase um mês do argentino Carlos Tevez não chega a preocupar o técnico do Corinthians, Márcio Bittencourt, que procura demonstrar confiança nos outros atacantes do grupo. Para o treinador, essa é uma boa oportunidade de incentivar os garotos do clube. Antes de integrar a seleção da Argentina para a disputa das Eliminatórias da Copa de 2006 e da Copa das Confederações, Tevez participa da partida deste domingo contra o Atlético-MG, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. ?O Carlitos é um grande jogador e vai para a seleção argentina. É lógico que a gente sente falta de um grande jogador, mas há outros também e temos de nos habituar com isso. Agora vamos tentar da melhor maneira possível dar moral para quem está no grupo, principalmente para os garotos, e seguir a nossa caminhada?, comentou Bittencourt. Quem gostou do discurso foi o atacante Jô, de 18 anos, cotado para iniciar a partida contra o Galo. Apesar da euforia com a proposta do Anderlecht, da Bélgica, que ofereceu 2,5 milhões de euros ao clube brasileiro pelos seus direitos, o atacante admitiu que esta seria a sua melhor chance de assegurar um lugar no time titular. ?Para isso, eu preciso de uma seqüência de jogos. Tem essa possibilidade de transferência, mas meu pensamento no momento é aqui no Corinthians e esperar as negociações acontecerem?. A oferta do clube belga foi considerada baixa pela diretoria corintiana, o que poderá impedir que o jovem atacante deixe o Parque São Jorge. Dúvidas - Após o treinamento na manhã deste sábado, na Toca da Raposa II, Bittencourt não revelou o time que começa jogando. O lateral-esquerdo Gustavo Nery, que se recupera de uma gripe, participou normalmente do trabalho recreativo. Mesmo assim, o técnico não garantiu sua escalação, que só será divulgada no vestiário do Mineirão, momentos antes da partida. ?Eu tenho algumas dúvidas e vou esperar?, disse. Após as duas vitórias consecutivas - contra Atlético-PR e Figueirense - o astral melhorou entre os jogadores. ?O ambiente estava um pouco pesado, mas com as vitórias todos ficaram mais contentes?, reconheceu Jô. ?Agora é trabalhar para buscar as primeiras colocações?. Os atletas participaram de um rachão e depois treinaram finalizações. Tite - A situação difícil que atravessa o técnico Tite no Atlético até comove os corintianos. Mas os jogadores ressaltaram que, no que depender deles, o Galo entra definitivamente em crise. ?Gostaríamos que o Atlético estivesse em uma situação melhor por causa do Tite, mas a gente tem de vestir as cores do Corinthians. A responsabilidade nossa é muito grande, por tudo que foi investido?, destacou o zagueiro Ânderson. O time mineiro não vence há cinco partidas e nesse período foi eliminado da Copa do Brasil pelo Ceará, frustrando mais uma vez a torcida alvinegra. Será a primeira vez que Tite enfrentará seu ex-clube, de onde foi demitido há três meses. ?Foi um cara que ajudou a gente bastante e foi o treinador com quem eu mais atuei?, lembrou Jô. ?É o reencontro com um treinador que deu a oportunidade para a maioria dos garotos. Só que agora ele está contra?, ponderou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.