Patrick Hamilton / AFP
Patrick Hamilton / AFP

Austrália, Canadá, Bélgica e Noruega estreiam com vitória na ATP Cup

Duas das principais estrelas do torneio, Alexander Zverev e Stefano Tsitsipas são derrotados

Redação, Estadão Conteúdo

03 de janeiro de 2020 | 16h47

Austrália, Canadá, Bélgica e Noruega estrearam com vitória, nesta sexta-feira, na primeira rodada da ATP, competição entre nações em quadras australianas que marca o início da temporada do tênis. Destaque para os noruegueses que bateram os Estados Unidos.

Duas das principais atrações da competição, Stefanos Tsitsipas e Alexander Zverev perderam. O grego, vencedor do ATP Finals de Londres de 2019 e sexto no ranking mundial, foi superado na disputa de dois no tie-break 7-6 (8-6), 7-6 (7/4) pelo canadense Denis Shapovalov.

Outra vitória canadense foi obtida por Felix Auger-Aliassime sobre Michail Pervolarakis (6/1 e 6/3). Nas duplas, novo triunfo com Denis Shapovalov/Felix Auger frente a Petros Tsitsipas/Michail Pervolarakis: 6/2 e 6/3.

Sétimo do mundo, Zverev vendeu caro a derrota para o australiano Alex de Minaur, que precisou de três sets: 4-6, 7-6 (7/3), 6-2. No segundo set, o alemão chegou a estar com 4 a 2 no placar, mas deixou o rival virar.

Os australianos terminaram o dia com mais duas vitórias. Jan-Lennard Struff caiu para Nick Kyrgios, por 6/4 e 7/6, e nas duplas Chris Guccione/John Peers marcou 6/3 e 6/4 sobre Kevin Krawietz/Andreas Mies.

O time norueguês marcou 2 a 1 sobre os norte-americanos. Casper Ruud derrotou, de virada, John Isner: 6/7 (3/7), 7/6 (12/10) e 7/5, enquanto Taylor Fritz superou Viktor Durasovic com um duplo 6/2. A vitória no duelo do dia veio nas duplas com Casper Ruud/Viktor Durasovic, que marcaram 4/6, 6/3 e 10/5 sobre Rajeev Ram/Austin Krajicek. Em outro confronto, a Bélgica derrotou Moldávia por 3 a 0.

A ATP Cup surge justamente no momento em que a tradicional Copa Davis tenta se reposicionar no calendário. Em 2019, a Davis estreou seu novo formato, com a disputa das Finais concentradas em um local e em uma mesma semana. Enquanto a Davis é organizada pela Federação Internacional de Tênis (ITF), a nova competição é criação da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP).

E, justamente por ser da entidade que representa os jogadores, a ATP Cup conta com maior apoio dos tenistas, que puderam dar sugestões e ideias durante o processo de criação do torneio. Além disso, a nova competição conta com a vantagem de ser sediada na Austrália, país-sede do primeiro Grand Slam do ano.

Em comparação à Davis, outras vantagens são a premiação - pela presença e também pelos resultados -, com distribuição total de US$ 15 milhões (cerca de R$ 61 milhões), e os pontos no ranking: até 750 para tenistas de simples e 250 para duplistas. A competição tem final marcada para o dia 12 e será realizada em três cidades ao mesmo tempo: Brisbane, Perth e Sydney.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.