Stringer/Reuters
Stringer/Reuters

Austrália demite treinador após duas goleadas de 6 a 0

Brasil e França são responsáveis pela demissão de Holger Osieck

AE, Agência Estado

12 de outubro de 2013 | 16h33

SÃO PAULO - Mesmo estando classificada para a Copa de 2014, a seleção australiana vive uma crise. Depois de perder dois amistosos seguidos por 6 a 0, para Brasil e França, o técnico Holger Osieck foi demitido. Assim, a preparação da Austrália para o Mundial no Brasil sofre um retrocesso, enquanto um novo treinador não é contratado. Em amistoso disputado no dia 7 de setembro em Brasília, a Austrália já tinha levado de 6 a 0 do Brasil. E voltou a perder pelo mesmo placar na sexta-feira, dessa vez para a França, em Paris. Diante disso, a federação local resolveu demitir Osieck, que estava no cargo desde 2010 e tinha conseguido o objetivo de ir à Copa.

"A decisão foi tomada por causa da estratégia de longo prazo de rejuvenescer a seleção e da preparação para a Copa do Mundo e para a Copa Asiática (competição que acontecerá na Austrália, em janeiro de 2015)", afirmou o presidente da Federação Australiana de Futebol, Frank Lowy, ao justificar a demissão do técnico alemão. Com a saída de Osieck, o auxiliar Aurelio Vidmar será o técnico interino da Austrália no amistoso desta terça-feira, contra o Canadá, em Londres, na Inglaterra. Enquanto isso, os dirigentes da federação correm atrás de um novo treinador para preparar a seleção australiana para a disputa da Copa do Mundo no Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.