Alexey Nasyrov/Reuters
Alexey Nasyrov/Reuters

Austrália faz primeiro treino em Kazan sob olhares de mais de 3 mil torcedores

Australianos recebem apoio mesmo com expectativas baixas em relação ao seu desempenho no Mundial

Estadão Conteúdo

11 Junho 2018 | 21h06

Dois dias depois de vencer a Hungria em amistoso em Budapeste, a Austrália realizou nesta segunda-feira seu primeiro treino em território russo para a Copa do Mundo. Na cidade de Kazan, a seleção da Oceania recebeu o apoio da torcida, que compareceu em peso e fez festa nas arquibancadas.

+ Deschamps não confirma escalação da França, mas garante time ofensivo

+ Roberto Carlos e Cafu colocam Brasil como 'franco favorito' para vencer a Copa

Foram 3.212 espectadores no estádio Trudovye Rezervy. As manifestações de apoio deixaram os jogadores bastante satisfeitos e empolgados para a estreia no Mundial, neste sábado, diante da França, justamente em Kazan.

"Chegar aqui, com esta recepção fantástica e com está acomodação... É fantástico! Os garotos estão contentes e isso é importante, quando o time todo está feliz e confiante", declarou o atacante Jamie Maclaren ao site da federação nacional.

A Austrália chega à Copa do Mundo com expectativas baixas, afinal, tem pouca tradição no torneio e encara adversários teoricamente mais fortes na primeira fase. Até por isso, a recepção em Kazan foi tão celebrada pelos jogadores.

 

"Tudo que envolveu isso, chegar aqui com 3 mil torcedores, foi incrível. Eu e o Dimi (Petratos, meia da seleção) estávamos brincando que já estávamos nos sentindo como em um jogo de Copa do Mundo. Obviamente, é a primeira vez que temos esta experiência e queremos aproveitar cada minuto, mas também temos trabalho a ser feito e estamos ansiosos para encarar a França", comentou Maclaren.

Australianos e franceses estão no Grupo C da Copa do Mundo. A seleção da Oceania ainda vai encarar na primeira fase a Dinamarca, dia 21, em Samara, e o Peru, cinco dias mais tarde, em Sochi.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.