Austrália na Confederação Asiática

A Austrália quer disputar as próximas Eliminatórias como um país asiático. Dessa forma, seus dirigentes acreditam ter mais chances de voltar a disputar uma Copa do Mundo - a última foi em 1974. O presidente da Confederação Asiática de Futebol, Mohamed Bin Haman, apoiou o pedido australiano em uma reunião realizada em Kuala Lumpur, na Malásia. Mas será preciso ter a autorização da Fifa.A Austrália é a maior potência futebolística da Oceania, mas a Confederação local é a única que não tem direito a uma vaga direta à fase final da Copa do Mundo. Seu representante é obrigado a disputar uma repescagem com um país sul-americano.O presidente da Fifa, Joseph Blatter, havia prometido uma vaga para a Oceania, mas não cumpriu o compromisso. A Confederação Asiática tem quatro vagas asseguradas e o quinto colocado ainda disputa uma repescagem com um representante da Concacaf. Aí, as chances de classificação são bem maiores.A incorporação é polêmica, porque encontrará, com certeza, muita resistência em outros países asiáticos. O próprio Bin Hamman admite que a entrada da Austrália diminuiria as chances de seleções como Japão e Coréia do Sul nas Eliminatórias. "Mas o continente asiático se beneficiaria como um todo", justificou.Nos próximos dias, Bin Hamman deve se encontrar com Frank Lowy, presidente da Federação Australiana de Futebol, para discutir detalhes da incorporação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.