Austrália vence Sérvia, mas é eliminada no saldo de gols

A Austrália se esforçou nesta quarta-feira, mas não conseguiu reverter o saldo negativo de gols e foi eliminada na primeira fase da Copa do Mundo. A seleção derrotou a Sérvia por 2 a 1, no estádio Mbombela, em Nelspruit, pela última rodada do Grupo D do Mundial da África do Sul.

FELIPE MENDES, Agência Estado

23 de junho de 2010 | 17h43

Os sérvios precisavam de um empate para avançar, mas também caíram, enquanto Alemanha e Gana garantiram suas vagas nas oitavas de final. Os alemães venceram por 1 a 0 e ficaram com o primeiro lugar da chave, com seis pontos. A equipe africana somou quatro, mesma pontuação da Austrália, que teve saldo negativo de três gols - os ganeses ficaram com o saldo zero. A Sérvia terminou em último lugar, com apenas três pontos.

Com os resultados desta quarta, a Alemanha fará um aguardado confronto contra a Inglaterra, segunda colocada no Grupo C, no próximo domingo, às 11 horas (de Brasília), em Bloemfontein. Gana vai duelar contra os Estados Unidos, que terminaram com o primeiro lugar da sua chave, no sábado, às 15h30, em Rustemburgo.

O JOGO - Com a necessidade de vencer para seguir no Mundial, Austrália e Sérvia fizeram uma partida movimentada desde os primeiros instantes. Os australianos tentaram valorizar a posse de bola no início, fechando os espaços do rival, mas não demorou para ceder ao domínio da Sérvia.

Logo aos 4 minutos, Krasic invadiu a área e bateu firme no canto, exigindo a primeira boa defesa do goleiro Schwarzer no jogo. Aos 11, o mesmo Krasic recebeu lançamento em profundidade e, aproveitando falha da zaga australiana, driblou o goleiro, mas finalizou para fora, na melhor oportunidade de gol dos sérvios na primeira etapa.

Ivanovic, que levava perigo constante em investidas pela direita, obrigou Schwarzer a fazer outra boa defesa aos 22. Após novo vacilo da zaga, ele recebeu passe dentro da área e bateu à queima-roupa. O goleiro se esticou para evitar o gol adversário. Kuzmanovic e Zigic, de cabeça, também levaram perigo, mas mandaram para fora.

Pressionada, a Austrália respondia com timidez aos ataques sérvios. As jogadas se resumiam a contra-ataques, buscando sempre o atacante Kennedy, que atuava isolado lá na frente. Com poucas alternativas, os australianos também tentavam ameaçar em lances de bola parada, sem sucesso.

Em uma das poucas chances da Austrália, Emerton cruzou na área e Cahill, que voltou a jogar após cumprir suspensão, cabeceou para fora, quase surpreendendo o goleiro Stojkovic, aos 31 minutos. Depois do susto, a Sérvia respondeu aos 37. Krasic escapou pela esquerda, à frente da zaga, e mandou para o fundo das redes, no canto esquerdo do goleiro. No entanto, o árbitro Jorge Larrionda assinalou o impedimento.

Depois do fraco primeiro tempo, a Austrália acordou na volta do intervalo. Apresentou maior objetividade e mais movimentação no meio-campo. Também adiantou a marcação para segurar as investidas sérvias e aumentar a presença no ataque.

A mudança de postura deu resultado e deixou a equipe australiana mais ofensiva. Cahill gerou a primeira boa oportunidade logo aos 5 minutos. Ele arriscou de longe, mas chutou quase na arquibancada. Aos 10, foi a vez de Culina tentar finalização de longa distância.

Bresciano também levou perigo em chutes de longe. Na primeira, aos 13 minutos, bateu falta com força e parou na defesa de Stojkovic. O goleiro barrou ainda outra tentativa do jogador, de fora da área, aos 18.

Após tentativas frustradas de longe, a Austrália abriu o placar em levantamento na área, aos 23 minutos. Wilkshire cruzou e Cahill desviou de cabeça para o fundo do gol. Embalados pela vantagem no placar, os australianos chegaram ao segundo gol em rápido contra-ataque, quatro minutos depois, dessa vez em chute de longa distância. Holman, que acabara de entrar no jogo, arrancou do meio-campo, avançou pela intermediária e bateu de fora da área, no esquerdo do goleiro sérvio: 2 a 0.

O resultado, porém, não garantia a classificação da Austrália, que levava desvantagem no saldo de gols em comparação com Gana. A situação ficou mais complicada aos 38 minutos, quando Pantelic diminuiu a vantagem no placar. Após chute de Tosic, o goleiro Schwarzer deu rebote e a bola sobrou para Pantelic marcar para a Sérvia. O marcador ainda eliminava as duas seleções da Copa. Para avançar, os sérvios precisavam chegar ao empate para desbancar o time africano.

E a Sérvia quase conquistou a igualdade um minuto depois de marcar o primeiro gol. O mesmo Pantelic mandou para as redes, mas o árbitro assinalou o impedimento. Os sérvios cresceram em campo e fizeram um final de jogo emocionante em Nelspruit.

Nos acréscimos, Pantelic, novamente, desperdiçou uma grande chance de gol, que garantiria a classificação sérvia. Sem marcação, dentro da área, o atacante completou cruzamento para fora, aos 47 minutos, selando a eliminação do time europeu.

Ficha Técnica:

Austrália 2 x 1 Sérvia

Austrália - Schwarzer; Wilkshire (Garcia), Neill, Beauchamp, Carney; Culina, Valeri (Holman), Emerton, Bresciano (Chipperfield), Cahill; Kennedy. Técnico: Pim Verbeek.

Sérvia - Stojkovic; Ivanovic, Vidic, Lukovic, Obradovic; Krasic (Tosic), Ninkovic, Kuzmanovic (Lazovic), Stankovic, Jovanovic; Zigic (Pantelic). Técnico: Radomir Antic.

Gols - Cahill, aos 23, Holman, aos 28, e Pantelic, aos 38 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Wilkshire, Beauchamp e Emerton (Austrália); Lukovic e Ninkovic (Sérvia).

Árbitro - Jorge Larrionda (Uruguai).

Público - 37.836 espectadores.

Local - Estádio Mbombela, em Nelspruit (África do Sul).

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebolAustráliaSérvia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.