Auto-estima do grupo preocupa Tite

Tudo o que o Corinthians deixou de fazer na derrota para o Juventude, sábado, não poderá faltar no jogo de quarta-feira, na Vila Belmiro, contra o Santos. Para vencer e recomeçar mais uma corrida de aproximação aos líderes do Campeonato Brasileiro, o time corintiano vai depender de um pouco mais de cuidado e atenção.Apesar do tropeço de sábado, Tite ainda não perdeu a confiança na sua equipe. Desde a volta para o vestiário, ainda no Pacaembu, o treinador vem batendo na mesma tecla. "Ainda temos mais 12 jogos pela frente e eu já conversei com os meus jogadores. Não é hora para baixar a cabeça. Nosso desafio é reiniciar uma corrida de aproximação para chegar próximo do nosso objetivo. E vamos chegar de novo", avisou.O maior desafio é recuperar a auto-estima do grupo. Para quem sonhava terminar a semana entre os quatro primeiros do Brasileiro, os cinco pontos perdidos para o Flamengo (0 a 0) e para o Juventude (1 a 2) foram uma grande decepção. Muitos jogadores chegaram a desanimar.Mas Tite constatou o problema e agiu a tempo. Nesta segunda-feira, na reapresentação do elenco, no Parque São Jorge, já havia sinais de recuperação. Até o tabu favorável ao Santos, que não perde para o Corinthians desde 28 de outubro de 2001, foi desprezado."Hoje é um outro grupo, uma nova situação", lembrou o zagueiro Filipe Alvim. "Esses sete jogos que o Corinthians não conseguiu vencer já ficaram para trás. O São Paulo também não ganhava do Palmeiras há um bom tempo e venceu o clássico", emendou o atacante Alberto.A última vitória do Corinthians sobre o Santos foi sob o comando de Vanderlei Luxemburgo. Nos oito jogos disputados depois disso, o melhor resultado foi o empate por 1 a 1, em 9 de junho de 2003, no Pacaembu.A fase mais dramática, porém, ocorreu em 2002. Além de perder o título de campeão brasileiro, com duas derrotas nos jogos finais, no Morumbi (2 a 0 e 3 a 2), o time perdeu as outras três partidas disputadas no ano, e até um amistoso na Vila Belmiro, no começo do ano."Tabu acaba quando a bola rola", minimizou o atacante Jô. "Eu, particularmente, não me preocupo com isso. Esse tipo de estatística não terá nenhuma influência no jogo de quarta-feira."Apesar dos resultados ruins na semana, Tite não deve mexer na estrutura da equipe. Do time que perdeu para o Juventude, somente o lateral-esquerdo Fininho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, está fora. Renato, o preferido do técnico na posição, treinou nesta segunda-feira, mas ainda não foi confirmado. Se não passar pelo teste desta terça, Filipe Alvim deverá ficar com a posição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.