Autor do gol, Pedrinho sai frustrado

Depois da derrota diante da Portuguesa pelo Paulistão, o empate contra o Santo André pela Libertadores, também no Parque Antártica, fez desabar o ânimo no Palmeiras. E, pior: às vésperas do importante clássico de domingo contra o Corinthians. A equipe desperdiçou a chance de disparar no Grupo 4 da Libertadores e foi muito vaiada."Estou frustrado, triste. Precisávamos vencer o Santo André. Fizemos o que foi possível. Ficamos em cima deles toda a partida. Mas, infelizmente, não tivemos força para ganhar. A cada jogo fica claro que o Santo André é uma pedra no nosso sapato", disse Pedrinho.Realista, o goleiro Marcos analisou: "Nosso time pelo menos teve vergonha na cara. Corremos e lutamos. Nós tivemos poucas chances, mas jogamos certinho. Não abrimos a nossa equipe desesperada atrás da vitória. O Palmeiras não pode ir para cima dos adversários. É melhor ganhar ponto por ponto e ficar com a vaga no final, no último jogo. O empate diante do Santo André está bom."E Candinho resolveu demonstrar de todas as maneiras que o presidente Afonso Della Monica precisa voltar da Itália com novas contratações. O experiente técnico deu folga hoje para todos os seus titulares. Candinho teme perder algum titular para o clássico.Três jogadores de clubes europeus, em condições de chegar já como titulares absolutos, até o início do Brasileirão, em 24 de abril. Esta é a promessa da diretoria do Palmeiras para reforçar o elenco especialmente para a próxima fase da Libertadores, que começa em meados de maio. Os nomes sonhados são Gamarra, Juninho Paulista e Luís Fabiano. Destes, o mais próximo é o meia do Celtic. "Fizemos proposta para o Juninho e estamos aguardando. Queremos saber se ele pode vir já em abril", diz Salvador Hugo Palaia, diretor de Futebol Profissional do Palmeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.