Autuori coloca time como sonhava: 4-4-2

O São Paulo sonhado por Paulo Autuori entra em campo domingo, contra o Vasco. Sem problemas de suspensão ou contusão, ele poderá escalar os jogadores que quiser, no esquema que desejar. E já decidiu. O esquema será o 4-4-2, com Souza no lugar de Renan. O time terá Rogério Ceni, Cicinho, Lugano, Fabão e Júnior; Mineiro, Josué, Souza e Danilo; Christian e Amoroso.A opção por um esquema mais ofensivo tem sido ensaiada desde o início do ano, com Leão, mas nunca deu certo ? o ex-treinador voltou ao esquema com três zagueiros depois de um jogo e meio, no Campeonato Paulista, quando o time já havia sofrido quatro gols. Mudou e foi campeão. Com três zagueiros, Leão sentia-se mais seguro para liberar Cicinho e Júnior. E, com dois alas, o São Paulo foi se firmando e avançando na Libertadores.Leão saiu, Autuori chegou e deixou claro que sua preferência seria jogar com dois meias. ?Mas sempre falei que não forçaria nada. Queria que os jogadores tivessem tempo para entender e treinar o novo esquema. Não adianta colocar um monte de botão na lousa e mudar o esquema.?Para não jogar com três zagueiros, que não gosta, Autuori muitas vezes escalou Renan como volante. ?Começou no primeiro jogo contra o Palmeiras na Libertadores. Ele foi muito bem e me deu essa opção. Foi uma postura intermediária entre o 3-5-2 e o 4-4-2.?Agora, uma série de fatores fez com que Autuori voltasse ao 4-4-2. O time está em boa fase, ganhou os três últimos jogos e todos os jogadores podem ser escalados. Mas não é só isso. ?O Souza está jogando uma enormidade, tem de começar as partidas e vai ter a sua chance. Não dá para ficar fora. E temos tempo para treinar. Os jogadores vão entrar em campo sabendo o que devem fazer para ganhar o jogo contra o Vasco.?Seria a quarta vitória seguida. Algo que não entusiasma Autuori. ?Vencer quatro seguidas não adianta muito. O Atlético-MG ganhou e foi só dar uma escorregada na última rodada (perdeu para o Botafogo-RJ) e voltou à zona de rebaixamento. O cuidado deve ser constante, em todos os jogos, principalmente porque o Renato tem feito um trabalho muito bom no Vasco.?A possibilidade de escalar o melhor time possível vem no momento em que as últimas contratações do São Paulo ? Richarlyson, Thiago Ribeiro, Leandro Bomfim e Roger ? são contestados. Não por Autuori, que tem elogios a todos. Começa por Leandro Bomfim. ?É um jogador de técnica apurada, praticamente não erra passes e vai jogar muita bola. Está se adaptando e vai render muito.?Mesmo quem não mostrou muita coisa recebe palavras de incentivo. ?O Thiago Ribeiro tem 19 anos e um bom potencial e o Roger teve problemas com expulsão, mas acalmou a cabeça, trabalhou bastante e logo estará novamente entre os 18 melhores do time.?Richarlyson já é uma certeza para Autuori. ?Ele já nos ajudou bastante. Fez uma boa partida contra o Paraná e, se não foi tão bem contra o Coritiba, não pode ser ?queimado? de uma hora para outra.??Eu sei que posso render muito mais no São Paulo. Agora, que o time está ganhando, meu futebol vai crescer também. Logo, estarei bem melhor e lutando por uma posição no time?, diz Richarlyson, que já participou de dez partidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.