Autuori decide poupar Amoroso

Paulo Autuori descartou a escalação de Amoroso para o jogo de quarta-feira contra o Cruzeiro, no Mineirão. ?Não vou arriscar de jeito nenhum. Ele vai fazer tratamento. Também não sei se o Fabão vai estar bem para o jogo. Talvez não entre em campo.?O caminho está aberto para Diego Tardelli e para Alex. Edcarlos fica fora porque levou o terceiro amarelo. Cicinho e Lugano levaram o segundo e estão pendurados.Uma vitória contra o Cruzeiro é considerada praticamente de seis pontos por Autuori. ?Se vencermos, vamos pegar o Paysandu em casa, com muito moral. E com seis pontos a mais, vamos aumentando nossa recuperação.?O técnico garantiu que o time jogará no 4-4-2 em Belo Horizonte. ?A chance de jogar com três zagueiros é zero?, afirmou, mas deixou a berta a possibilidade de escalar Renan. ?O 4-4-2 permite muitas variações. Pode ser com tres zagueiros, com dois ou com um?, disse. O que pode significar a saída de Souza e a entrada de Renan. ?Tomara que eu continue em campo. Minha meta é ser titular do São Paulo e acho que fiz uma boa partida. Se não jogar, pelo menos sei que coloquei algumas dúvidas na cabeça do treinador?, diz Souza. Uma outra possibilidade, bem menor, é que joguem os dois, com Danilo, que foi vaiado pela torcida, no banco.ROGERIO CENI - Uma comemoração e dois lamentos. Este foi o saldo do encontro entre Rogério Ceni e os pênaltis ontem. O primeiro lamento foi na cobrança de Alex Dias, aos oito minutos do segundo tempo. ?Eu conheço o modo dele cobrar e fui bem na bola. Chegou a tocar na minha luva, mas não adiantou.?A segunda lamentação veio sete minutos depois. Rogério foi cobrar o pênalti sofrido por Tardelli. E errou, pela terceira vez no ano. ?Dizem que pênalti bem batido é o que entra, mas eu acho que cobrei bem. Só que a bola subiu cinco centímetros.?Ele optou pela cobrança de risco, que é uma característica sua. Toma pouco espaço e chuta forte no alto. ?É praticamente impossível o goleiro defender, mas também há o risco de não entrar, como hoje.?O reencontro com o sucesso foi no último lance do jogo, já aos 47 minutos do segundo tempo. Correu, deu uma paradinha e fez. ?Precisei dar uma variada para não errar de novo. Ainda bem que treino dos dois jeitos.?Foi seu 17º gol na temporada. É o artilheiro do time, juntamente com Diego Tardelli. O 50º de sua carreira - 12 de pênatis e 38 na cobrança de faltas. ?Se sou artilheiro é produto de um time bem armado, que sempre busca a vitória. Mas, artilheiro de verdade são os três, o Amoroso, o Christian e o Tardelli?, disse, agradecendo com palmas o apoio da torcida, que gritou o seu nome mesmo quando errou a primeira cobrança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.