Autuori define a seleção do Peru

Paulo Autuori comandou alguns treinos secretos, durante a semana, mas nesta sexta-feira abriu o jogo e desfez mistérios. O treinador do Peru admitiu que o time está definido para enfrentar o Brasil e será praticamente o mesmo das duas rodadas iniciais das Eliminatórias. A única modificação fica por conta da presença de Ciurlizza, no meio-campo, no lugar de Carlos Zegarra, que cumpre suspensão automática.O técnico brasileiro optou por Erick Delgado no gol, embora torcida e parte da crítica prefiram o experiente Ibañez, do Cienciano. Na defesa, estarão Jorge Soto, Jon Galliquio, Miguel Rebosio e Martin Hidalgo; no meio-campo, Juan Jayo,Ciurlizza, Solano e Palacios; Mendoza e Pizarro têm a missão de fazer os gols.Na prática, Mendoza deve reforçar o meio-campo, o que significa deixar Pizarro mais isolado à frente. Autuori garante, no entanto, que não apela para tática mais defensiva. A justificativa é a de que não pretende dar espaços ao Brasil. De qualquer forma, teoricamente a responsabilidade maior de marcação fica para Jayo e Ciurlizza. Há possibilidade de Bazalar, também do Cienciano, entrar durante o jogo, se for preciso fechar mais o meio.Ibañez e Bazalar, além de Alessandro Morán e Julio García apresentaram-se apenas nesta sexta-feira, depois de defender sua equipe contra o Atlético Nacional, em Medellin. O Cienciano ganhou por 2 a 1, classificou-se para a semifinal da Copa Sul-Americana e é a nova sensação do futebol peruano. Há quem veja nisso bom sinal para a seleção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.