Autuori evita confronto com arbitragem

O técnico Paulo Autuori resolveu correr na direção contrária à diretoria do São Paulo e evitou falar mal da arbitragem. O treinador entende que há falta de critério em alguns casos e erros grosseiros em outros, mas lembra que a arbitragem não pode ser considerada a responsável pela péssima campanha do time no campeonato - é 19º colocado e está na zona de rebaixamento. ?Eu nunca fui de transferir responsabilidades e não seria agora que iria fazer. Existem problemas na arbitragem, mas não podemos nos esquecer dos nossos próprios problemas. Só que esses altos e baixos (do time) não me assustam. Não me empolgo com a vitórias, nem me deixo abater pelos momentos ruins?, disse.Autuori terá dois importantes reforços para a partida contra o Paraná, domingo, em Maringá-PR. O lateral Cicinho e o volante Josué voltam ao time. Josué ficou de fora de três partidas por causa de um estiramento muscular. Foi dele o gol da última vitória do São Paulo, contra o Fortaleza, por 3 a 2, de virada. Cicinho volta após cinco partidas. Cumpriu três jogos de suspensão, não atuou em outra porque servia a seleção brasileira no amistoso contra a Croácia e quando era para voltar, contra o Fluminense, foi surpreendido e não ficou à disposição do técnico porque o seguro exigido pelo Real Madri para atuar até o final do ano pelo São Paulo não havia ficado pronto. O lateral garante que o São Paulo vai sair da zona de rebaixamento. "Esse lugar não foi feito para o São Paulo ficar e espero que após a rodada deste final de semana já estar fora", acredita. "O time sabe da responsabilidade e responderá à altura", promete.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.