Autuori relaciona vitória a semana completa para treinar

Apesar de vitória, técnico avalia que equipe precisa evoluir coletivamente

ALMIR LEITE, Agência Estado

25 de agosto de 2013 | 20h12

SÃO PAULO - O técnico Paulo Autuori considera que finalmente começa a implantar a suja filosofia de jogo no São Paulo, e isso já pode ser observado neste domingo, na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, no Morumbi, que colocou fim a uma série de 12 jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. Para isso, diz ele, a semana livre para treinos foi fundamental.

"Ainda falta muita coisa, é evidente. Eu acho que a gente tem de subir muito o nosso coletivo, mas hoje (domingo) já começaram a surgir triangulações, o posicionamento dos jogadores melhorou", analisou Autuori que, desde que chegou ao clube para substituir Ney Franco, afirmava várias vezes que, quando tivesse uma semana completa para treinamentos, aí sim poderia ser cobrado por seu trabalho.

O treinador elogiou o desempenho da dupla de armadores, formada por Paulo Henrique Ganso e Jadson, e disse que o desempenho de ambos contra o time carioca é uma mostra de que ambos podem atuar juntos. "Cabe a mim encontrar uma solução."

Aliviado com a vitória, Paulo Autuori ponderou que ainda falta muito para o São Paulo chegar ao lugar que merece. "Uma coisa é o resultado, que era fundamental e já estávamos fazendo por merecer. E a outra é que não se consegue sair dessa situação de uma hora para outra. Mas a vitória nos dá moral para uma semana livre, onde vamos poder melhorar o aspecto físico", disse.

O treinador não quis comentar o fato de alguns são-paulinos, provavelmente atiçados por dirigentes, ter espalhado sal grosso no túnel de acesso ao vestiário tricolor. "Isso eu não comento. Eu acredito em trabalho com qualidade, em trabalho vitorioso. Superstição é de cada um e tem de respeitar, mas meu negócio é trabalhar, promover harmonia no grupo e fazer com que todos trabalhem felizes", disse Autuori.

Por fim, o comandante tricolor agradeceu o apoio da torcida - 55.256 torcedores pagaram ingressos no Morumbi. "Estou tocado com a torcida. Foi espetacular, deu a demonstração que vista. Eu não posso deixar de parabenizar. Eles foram cruciais, fundamentais."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.