Alejandro García/EFE
Alejandro García/EFE

Auxiliar da Espanha diz que convocação de Puyol para a Copa é 'muito difícil'

Além disso, José Antonio Grande afirma que Thiago Alcântara deve estar na lista final para o Mundial

O Estado de S. Paulo

21 de fevereiro de 2014 | 13h09

SÃO PAULO - Presença constante na seleção espanhola desde 2000, o zagueiro Carles Puyol deve ficar fora da Copa do Mundo de 2014. Em entrevista nesta quinta-feira, o assistente-técnico da equipe, José Antonio Grande, praticamente descartou a convocação do defensor do Barcelona para o Mundial que ocorre no Brasil. Motivo: lesões nos últimos anos. 

"Não o descartamos de forma definitiva porque ainda faltam três meses para o Mundial, mas sua convocação é muito difícil", admitiu Toni Grande. Titular nas conquistas da Eurocopa de 2008 e da Copa do Mundo de 2010, Puyol sofreu grave lesão de joelho no ano passado e ficou sete meses afastado dos gramados. Apesar de seu retorno ter ocorrido em outubro, o capitão do Barcelona não conseguiu engrenar sequência de jogos pela equipe catalã.

"Para nós, da seleção, ele sempre foi um jogador muito importante pela sua experiência, garra, comportamento e entusiasmo. Mas ainda assim, necessitaria jogar muito mais", disse o assistente-técnico de Vicente Del Bosque. Aos 35 anos, Puyol fez sua última partida pela Espanha em fevereiro do ano passado, quando a seleção europeia derrotou o Uruguai por 3 a 1 em amistoso. Ele não estava na Copa das Confederações. Ao todo, o defensor tem 100 gols pela Espanha, com três gols.

Com as declarações de Toni Grande, os prováveis defensores convocados para a Copa do Mundo devem ser Sérgio Ramos, do Real Madrid, Gerard Piqué, do Barcelona, Iñigo Martínez, da Real Sociedad, e Raúl Albiol, do Napoli. A seleção espanhola, que está no Grupo B do Mundial, enfrentará Holanda, Chile e Austrália entre os dias 13 e 23 de junho.

THIAGO ALCÂNTARA

Além disso, o auxiliar-técnico aproveitou para elogiar o meia brasileiro naturalizado Thiago Alcântara, filho de Mazinho, ex-Palmeiras e seleção. Ele afirmou que dentre os 23 convocados para a Copa, o jogador do Bayern de Munique pode ser uma das novidades a desembarcar no Brasil. "Dos jogadores jovens que estamos observando, Thiago é o que tem mais chances de ir ao Mundial. Estamos levando em conta que ele está jogando com frequência pelo Bayern", disse Grande, que também afirmou que 80% a 90% dos últimos convocados por Del Bosque devem estar na lista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.