Fabio Menotti/ SE Palmeiras
Fabio Menotti/ SE Palmeiras

Auxiliar de Abel Ferreira revela plano do Palmeiras para finais da Copa do Brasil

Primeiro jogo da decisão acontece no próximo domingo, às 16h, em Porto Alegre; a volta, no Allianz Parque, será disputada no dia 7 de março, às 18h

Redação, Estadão Conteúdo

22 de fevereiro de 2021 | 22h02

João Martins foi o comandante do time do Palmeiras no empate por 1 a 1 com o Atlético-GO, nesta segunda-feira, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, por causa da ausência do técnico Abel Ferreira no banco de reservas, ao cumprir suspensão. Coube ao auxiliar, revelar o planejamento até a disputa das finais da Copa do Brasil, pois um time recheado de titulares foi utilizado na 37ª rodada da competição nacional.

"Aqui não há titulares nem suplentes. Foram estes os jogadores mais utilizados no Mundial de Clubes. Com desgastes das viagens, intensidade dos jogos, sabíamos que quando viéssemos que não poderiam ser esses a jogar os dois jogos em sequência. Precisava de um tempo para descansar mental e fisicamente. Por isso que a outra equipe fez os outros dois jogos. Todos os jogadores tiveram oportunidade para nós observarmos e agora vamos escolher para a final da Copa do Brasil", disse João Martins.

O fato de o Palmeiras só conseguir depois da conquista da Copa Libertadores uma vitória em sete jogos disputados não incomoda o auxiliar. "Desde que viemos do Mundial de Clubes sabíamos exatamente para que ia servir o Brasileirão. Ia servir para nos prepararmos para a final da Copa. Somente para isso. Sabíamos que para isso acontecer tínhamos de fazer como fizemos. Duas equipes. Seguimos o plano, que é só por um objetivo: estarmos fortes e com todas opções para a final. Estamos contentes hoje porque nos últimos dois jogos tivemos duas baixas: Danilo e Gabriel Menino. Hoje quem jogou parece que não vamos ter nenhuma baixa. Era o principal objetivo desses jogos."

No jogo com o Atlético-MG, quinta-feira, no Mineirão, uma preocupação da comissão técnica palmeirense será analisar alternativas para o ataque para as finais da Copa do Brasil contra o Grêmio nos dias 28 de fevereiro (em Porto Alegre) e 7 de março (em São Paulo).

"Nós temos que experimentar. Sabemos que dentro de todas as condicionantes que temos tido que é uma posição que precisamos ter opções. O Breno (Lopes) não pode jogar na final da Copa do Brasil, Wesley fez hoje o primeiro jogo, o Veron não está recuperado, temos de experimentar e testar. Esses jogos servem para isso, para ver as opções que temos para estarmos mais fortes na final da Copa."

A CBF confirmou nesta segunda-feira a alteração no horário do jogo de volta da final. Antes marcada para as 16h, agora a decisão acontecerá às 18h, no Allianz Parque, dia 7 de março. A justificativa dada para a mudança foi um "ajuste na tabela".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.