Avaí bate Atlético-GO por 1 a 0 e ganha a primeira no Brasileirão

O resultado, porém, mantém as duas equipes na zona de rebaixamento do campeonato

Rubens Santos, Agência Estado

16 de julho de 2011 | 20h54

GOIÂNIA - Mesmo fora de casa, o Avaí finalmente desencantou no Brasileirão. O time catarinense derrotou o Atlético-GO por 1 a 0, na noite deste sábado, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, e conseguiu a sua primeira vitória no campeonato, depois de 10 rodadas disputadas.

O resultado, porém, mantém as duas equipes na zona de rebaixamento do campeonato. Agora, o Atlético-GO tem oito pontos, contra sete do Avaí. Mas a vitória deste sábado dá uma nova esperança para o time catarinense. Já o clube goiano voltou a decepcionar sua torcida.

Precisando desesperadamente da vitória, o Avaí conseguiu sair na frente logo aos 10 minutos de jogo. No lance, Fabiano aproveitou o contra-ataque e cruzou para William fazer 1 a 0. Depois disso, o time catarinense ainda perdeu boas chances para ampliar, principalmente com Batista e Fabiano.

Mas o Atlético-GO também teve suas chances. A melhor delas foi aos 16 minutos, quando Felipe sofreu pênalti do zagueiro Welton Felipe. Mas o goleiro Márcio foi fazer a cobrança e acabou mandando a bola na trave. "Não bati bem, porque, se o pênalti é bem batido, a bola entra", lamentou.

No segundo tempo, o Avai recuou e permitiu a reação atleticana. Mas a busca pelo empate se tornou em sofrimento para os donos da casa. Mesmo turbinado pelos três atacantes - Marcão entrou ao lado de Felipe e Anselmo -, o time goiano não conseguiu escapar da marcação adversária.

Aos cinco minutos, por exemplo, Felipe cruzou na medida, mas Anselmo furou no arremate e perdeu uma ótima chance do empatar. Aos 39, o mesmo Felipe bateu sobre o travessão, enquanto Anselmo voltou a falhar aos 41. Assim, o Avaí pôde, enfim, comemorar a sua primeira vitória.

ATLÉTICO-GO - 0 - Márcio; Rafael Cruz (Adriano), Anderson, Gilson e Thiago Feltri (Ernandes); Bida (Marcão), Agenor, Thiaguinho e Vitor Júnior; Anselmo e Felipe. Técnico: PC Gusmão

AVAÍ - 1 - Felipe; Gustavo Bastos, Bruno, Welton Felipe e Arlan (Pará); Diogo Orlando, Fabiano, Batista e Romano; Cléverson (Marquinhos Gabriel) e William (Anderson Lessa). Técnico: Alexandre Gallo

Gol - William, aos 10 minutos do primeiro tempo; Árbitro - Heber Roberto Lopes (Fifa/PR); Cartões amarelos - Thiago Feltri, Welton Felipe e Fabiano; Cartão vermelho - Welton Felipe; Renda - R$ 22.960,00; Público - 2.694 pagantes; Local - Estádio Serra Dourada, em Goiânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.