Avaí diz que 'chegou a um acordo' para saída de Gilson Kleina

Apenas dois clubes da Série A ainda podem encerrar o ano com o mesmo técnico que começaram a campanha no Brasileirão: Corinthians e Atlético-MG. O outro treinador que estava desde o início do torneio no mesmo clube, Gilson Kleina, perdeu o emprego nesta terça-feira. Em nota, a diretoria do Avaí disse que "chegou a um acordo" com o técnico em reunião nesta noite.

Estadão Conteúdo

10 Novembro 2015 | 22h36

"Certo de que o zelo e o elevado senso profissional, que nortearam seu trabalho frente à equipe avaiana, lhe abrirão novas oportunidades, o Avaí deseja-lhe sucesso nos próximos compromissos, deixando suas portas abertas para um futuro retorno", escreveu a diretoria do clube de Florianópolis.

A saída, ao que parece, foi amigável, tanto é que nesta quarta-feira, Kleina e o presidente do Avaí, Nilton Macedo Machado, vão conceder entrevista coletiva juntos. O treinador, assim, encerra um trabalho que começou em março, com o Avaí na briga contra o rebaixamento no Campeonato Catarinense.

No Brasileirão, ele deixa a equipe na 16.ª colocação, com 35 pontos, brigando para não cair. O primeiro time da zona de degola, o Goiás, tem 34 pontos. Arquirrival do Avaí, o Figueirense também corre risco, com 36.

Mais conteúdo sobre:
futebol Avaí Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.