Avaí espera ser a asa negra para o líder Corinthians e deixar a zona da degola

Clube busca repetir na Ressacada o bom desempenho que teve em jogos fora de casa recentemente

Estadão Conteúdo

19 de julho de 2017 | 06h34

O Avaí já provou que é um dos adversários mais indigestos do Campeonato Brasileiro. Depois de vencer fora de casa Grêmio e Botafogo, ambos por 2 a 0, o time catarinense terá a prova de fogo nesta quarta-feira, às 21 horas, quando recebe o líder Corinthians, único invicto da competição, pela 15.ª rodada. O jogo no estádio da Ressacada, em Florianópolis, pode tirar o clube da zona de rebaixamento depois de 10 rodadas brigando contra a degola.

Desde que perdeu para o Atlético Mineiro por 1 a 0 na quinta rodada, o Avaí não conseguiu mais sair da zona de queda à Série B. Um mês depois, o time está com 13 pontos e não depende apenas de si para voltar a respirar fora da degola. Além de vencer o Corinthians, precisa torcer por uma derrota da Ponte Preta, que tem 15 e joga dentro de casa contra o Coritiba no mesmo horário.

Mas o time continua atuando bem fora de casa e se complicando diante de sua torcida, quando, geralmente, os adversários atuam mais fechados e na base dos contra-ataques. No último jogo no estádio da Ressacada, o Avaí foi goleado pelo Coritiba por 4 a 1, pela 13.ª rodada.

No último final de semana, o Avaí jogou com três atacantes e conseguiu arrancar um empate por 1 a 1 com o Bahia, fora de casa, em um resultado muito comemorado. "Se nós tivéssemos sido mais felizes nas conclusões, o resultado poderia ser outro porque a transição funcionou e também o jogo pelas beiradas. Pecamos na tomada de decisão", disse o técnico Claudinei Oliveira, que deve ter mudanças no seu time titular.

O volante Judson e o meia Juan retornam de suspensão automática. O primeiro está confirmado no time titular, enquanto que o outro ainda aguarda um posicionamento do departamento médico. Acontece que o experiente Marquinhos, principal armador do grupo, vinha se recuperando de uma lesão no quadril e é dúvida. Além dele, o volante Luan também trabalhou com bola nesta terça-feira e pode aparecer no banco de reservas.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolAvaíCampeonato Brasileiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.