Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Avaí não mexe na escalação e espera vencer time alternativo do Grêmio em casa

Time catarinense encara o tricolor com o mesmo time que venceu a Ponte Preta em Campinas na última rodada

Estadao Conteudo

29 Outubro 2017 | 07h26

O ditado é clássico: em time que está ganhando não se mexe. É com esse pensamento que o técnico Claudinei Oliveira trabalhou o Avaí durante a semana para enfrentar o Grêmio neste domingo, às 19 horas, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time catarinense vem de uma importante vitória contra a Ponte Preta, em confronto direto para se afastar da zona de rebaixamento.


Além de vencer, os três pontos foram conquistados fora de casa, em Campinas (SP). Então é o momento, segundo o técnico, de dar moral para os jogadores, que antes vinham de uma sequência de seis jogos sem vitória, com três empates e três derrotas. "Todo time teve esta instabilidade num determinado momento da competição. Mas acho que já superamos isso e vamos tentar buscar outra vitória", prometeu Oliveira.

Para o Avaí, o jogo contra o Grêmio representa o reencontro com um dos clubes que iniciou a reação catarinense na temporada. Pela 11.ª rodada, na época vice-lanterna, o time foi até Porto Alegre e venceu o até então vice-líder por 2 a 0, com gols de Wellington Simião e Júnior Dutra. Dali em diante ainda conseguiu vencer o Cruzeiro e arrancou o empate contra Santos, Flamengo e Corinthians, que deixa o clube com os atuais 34 pontos.


Mesmo com uma semana para trabalhar, Claudinei Oliveira já deu indícios de que não deve mexer com o time titular. O meia Luanzinho, revelação de apenas 17 anos, entrou bem diante da Ponte Preta e deve ser mantido. Com velocidade, ele costuma dar bastante apoio para a dupla de ataque formada por Júnior Dutra e Rômulo.


Por outro lado, Pedro Castro deve jogar mais uma vez recuado, abrindo espaço para Marquinhos como armador. "O Grêmio tem jogadores importantes, como Léo Moura, Michel, que até se lesionar era titular, tem o Jael, que é um centroavante muito experiente. A equipe que vier continuará sendo muito competitiva. Devido a vantagem deles conquistada na Copa Libertadores, a equipe pode vir mista e não toda formada por reservas. Estaremos preparados para enfrentá-los com respeito", afirmou o técnico.


Acontece que o Grêmio deu um passo importante para chegar à final da Libertadores ao vencer por 3 a 0 o Barcelona, em Guayaquil, no Equador. O jogo de volta pela semifinal vai ser disputado na próxima quarta-feira, na arena gremista, e o técnico Renato Gaúcho já avisou que não vai se arriscar com seu time principal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.