Divulgação/Avaí
Divulgação/Avaí

Avaí quer aproveitar o fator casa contra o Palmeiras para evitar queda precoce

Vice-lanterna do Brasileiro, os catarinenses têm 36 pontos

Estadão Conteúdo

20 Novembro 2017 | 07h34

Há cinco jogos sem vencer, o Avaí pode ser precocemente rebaixado nesta segunda-feira. Mesmo jogando em Florianópolis, no estádio da Ressacada, enfrenta o Palmeiras, às 20 horas, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Se vencer, se mantém com chances matemáticas de escapar, mas, se perder, dependerá que a Ponte Preta não bata o Fluminense no Rio de Janeiro - o jogo no estádio do Maracanã está marcado para um pouco mais cedo, às 17 horas.

+ Tabela do Campeonato Brasileiro

Vice-lanterna da competição, os catarinenses têm 36 pontos e veem o Vitória, primeiro clube fora da zona de rebaixamento, com 40. A Ponte Preta, com 39, ainda pode tomar essa posição dos baianos e, se vencer, chegaria a 42, mas com três vitórias a mais que o Avaí, restando dois jogos. Se o elenco do técnico Claudinei Oliveira fizer a lição de casa e garantir os três pontos, a briga se mantém aberta - apenas o Atlético Goianiense já está matematicamente rebaixado.

O principal desfalque do Avaí é o goleiro Douglas Friedrich, suspenso pelo terceiro cartão amarelo que recebeu no empate por 2 a 2 com o Cruzeiro na última rodada. Com isso, Maurício Kozlinski ganha uma nova oportunidade - ele começou a temporada como titular.

Durante os trabalhos, Wellington Simião, Rômulo e Júnior Dutra sentiram desconfortos e assustaram Claudinei Oliveira. Ainda assim, todos foram reavaliados pelos médicos e estão em condições de jogar. Sem nenhuma outra baixa, o Avaí deve repetir o mesmo time da última rodada, com Pedro Castro e Marquinhos no meio de campo. O lateral-direito Maicon ganhou a confiança do treinador e também continua. Capa, Juan e Judson começam a partida no banco de reservas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.