Fábio Leoni/PontePress
Fábio Leoni/PontePress

Avaí segura empate com a Ponte Preta e conquista o acesso na Série B

Com o resultado, a Ponte terminou na quinta posição, com 60 pontos. O Avaí, por sua vez, ficou em terceiro lugar, com 61.

Redação, Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2018 | 19h34

O Avaí está de volta à elite do futebol brasileiro após segurar o empate sem gols diante da Ponte Preta, neste sábado, no Estádio da Ressacada, pela rodada final da Série B. O duelo marcou também a despedida do meia Marquinhos, que acompanhou o jogo do banco de reservas da equipe catarinense.

Com o resultado, a Ponte, que vinha de quatro triunfos consecutivos, terminou na quinta posição, com 60 pontos, perdendo a vaga no G4 para o Goiás pelo número de vitórias: 18 a 16. O Avaí, por sua vez, ficou em terceiro lugar, com 61.

Logo depois da conquista do acesso pelo Avaí, os portões do estádio da Ressacada foram abertos. A torcida invadiu o campo e acabou comemorando o resultado com os jogadores da equipe catarinense.

Com o campo pesado devido à forte chuva que caiu em Florianópolis, o Avaí fez um primeiro tempo muito inteligente, deixando o duelo em ritmo lento para anular a velocidade da Ponte Preta. A melhor chance do time catarinense foi logo aos oito minutos, quando Daniel Amorim chutou à queima-roupa para grande defesa de Ivan. No entanto, o árbitro já havia assinalado impedimento.

A Ponte Preta sofreu para conseguir trabalhar com a bola no campo de defesa do Avaí. Foi chegar com perigo apenas aos 45 minutos. Ruan fez boa jogada pelo lado direito e cruzou para Júnior Santos. O atacante cabeceou com força para defesa, em dois tempos, do goleiro Rubinho.

Gilson Kleina tentou colocar a Ponte Preta no ataque, mas o time mostrou pouca criatividade e praticamente não ameaçou o Avaí, que também jogou um futebol pobre. Recuado, o time catarinense deixou claro que a intenção era jogar pelo empate.

O primeiro lance de perigo foi aos 29 minutos. Matheus Barbosa achou Rodrigão entre os zagueiros. Na hora do arremate, o atacante jogou pela linha de fundo. Após o susto, a Ponte acordou e foi para o tudo ou nada. Victor Rangel cabeceou rente à trave de Rubinho.

Com a Ponte totalmente no ataque, o Avaí começou a aproveitar do contra-ataque e quase marcou com Rodrigão. O atacante avançou em velocidade e tocou por cima de Ivan, para fora. O time catarinense segurou a pressão do rival e confirmou o retorno à elite do futebol nacional.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 0 X 0 PONTE PRETA

AVAÍ - Rubinho; Guga, Marquinhos Silva, Betão e Iury (João Paulo); Judson, Matheus Barbosa e Pedro Castro; Renato, Getúlio (Jones Carioca) e Daniel Amorim (Rodrigão). Técnico: Geninho.

PONTE PRETA - Ivan; Ruan, Renan Fonseca, Reginaldo e Danilo Barcelos; Nathan (Igor Vinícius), Tiago Real, Lucas Mineiro e Matheus Vargas (Victor Rangel); André Luis e Júnior Santos (Roberto). Técnico: Gilson Kleina.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Matheus Barbosa (Avaí); Danilo Barcelos, Roberto e Nathan (Ponte Preta).

RENDA - R$ 367.607,00.

PÚBLICO - 16.460 pagantes.

LOCAL - Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).

 
 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.