Avaí supera Náutico no fim e fica mais perto do G-4

Equipe de Santa Catarina ganha em casa por 2 a 1 e se aproxima do grupo de classificação à Libertadores

Rafael Bragança, Agencia Estado

15 de agosto de 2009 | 20h43

A fase do Avaí é realmente especial no Campeonato Brasileiro. Depois de amargar a zona de rebaixamento nas primeiras rodadas da competição, a equipe catarinense chegou neste sábado à sua nona partida invicta. No Estádio da Ressacada, em Florianópolis, o time catarinense contou com um gol no fim de Marquinhos para vencer o Náutico por 2 a 1 e ficar ainda perto do G-4.

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Com sete vitórias e dois empates nos últimos jogos, o Avaí chegou aos 30 pontos, ficando provisoriamente na quinta posição, já que a 19.ª rodada tem mais sete jogos neste domingo. O Náutico, por sua vez, permanece na zona de rebaixamento. Depois de triunfos sobre Corinthians e Santo André, a equipe do Recife voltou a perder e tem apenas 18 pontos, na 17.ª colocação.

Após vencer mais uma partida jogando bem e sendo superior durante todo o jogo na Ressacada, o Avaí terá que mostrar sua força atuando fora de casa na próxima rodada. Na quinta-feira, o time vai a Belo Horizonte encarar o terceiro colocado Atlético Mineiro. O Náutico terá a chance de se recuperar jogando no Recife, mas enfrenta um adversário complicado: o Goiás, quarto na tabela.

O JOGO

Animado pela sequência invicta, o Avaí começou o jogo em cima do Náutico na Ressacada. Logo aos quatro minutos, Marcus Winícius veio de trás e apareceu dentro da área para tentar desviar o cruzamento da direita, mas não alcançou por pouco. Já a equipe pernambucana, que vinha de duas vitórias, preferia a marcação e subia pouco ao ataque.

Com os dois times tendo dificuldade na armação das jogadas, a bola parada se tornava uma opção interessante. E foi assim que o Avaí abriu o placar em casa, aos 24 minutos de jogo. Muriqui fez boa jogada individual na entrada da área e sofreu falta. Na cobrança, Eltinho bateu com perfeição, sem chances de defesa para o goleiro Gledson.

A vantagem no marcador, porém, fez com que o Avaí recuasse e esperasse apenas os contra-ataques para tentar o segundo gol. Mesmo assim, a equipe catarinense ainda teve a chance de ampliar aos 39 minutos. Muriqui puxou o contragolpe e passou para William. O atacante invadiu a área, cortou para dentro e bateu cruzado, mas Gledson fez boa defesa e evitou o gol.

Na volta do intervalo, mesmo com o Náutico precisando buscar o empate, foi o Avaí que teve chance clara para fazer mais um. Logo no primeiro lance, Muriqui recebeu passe de Marquinhos e saiu na cara do gol. No entanto, o chute saiu em cima de Gledson. O castigo viria aos oito minutos do segundo tempo, quando a equipe anfitriã acabou sofrendo o empate.

Após cruzamento de Rudney da direita, o zagueiro Emerson fez contra. Na tentativa de afastar o perigo, o defensor cabeceou para as próprias redes. Assim, mesmo sem conseguir equilibrar o jogo, o Náutico chegava ao empate e tinha a chance de buscar a virada. Mas esta não foi a atitude do time pernambucano, que preferiu continuar se defendendo e segurar a igualdade.

Pressionando, o Avaí chegou a mandar três bolas na trave ainda antes dos 30 minutos, em chutes de Muriqui, Marquinhos e Eltinho. Aos 17, a equipe catarinense ainda se beneficiou da expulsão de Rudnei para continuar buscando o gol da vitória. Mesmo já tendo recebido o cartão amarelo, o volante do Náutico deu um carrinho violento em Eltinho e foi expulso direto.

Já aos 44 minutos do segundo tempo, quando o empate parecia certo na capital catarinense, o experiente Marquinhos deu a vitória para o Avaí. Em lançamento de Léo Gago para a área, o meia marcou um belo gol, arrematando de primeira. Preciso, o arremate foi parar no canto direito de Gledson, que nada pôde fazer para evitar a nona derrota do Náutico no Brasileirão.

AVAÍ 2 X 1 NÁUTICO

Avaí - Eduardo Martini; Augusto, Rafael e Emerson (Fabinho Capixaba); Luís Ricardo (Roberto), Léo Gago, Marcus Winícius, Marquinhos e Eltinho; Muriqui e William (Anderson). Técnico: Silas

Náutico - Gledson; Patrick (Sidny), Nilson, Asprilla (Kuki) e Michel; Rudnei, Derley, Anderson Santana e Juliano; Carlinhos Bala e Márcio Barros (Márcio). Técnico: Geninho

Gols - Eltinho, aos 24 minutos do primeiro tempo; Emerson, aos oito, e Marquinhos, aos 44 minutos do segundo tempo

Árbitro - Wilton Pereira Sampaio (DF)

Cartões amarelos - Anderson, Roberto, Marcus Winícius e Emerson (Avaí); Juliano, Anderson Santana, Derley, Nilson e Rudnei (Náutico)

Cartão vermelho - Rudnei (Náutico)

Local - Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.