Avaí surpreende Inter e respira na luta contra descenso

Apesar da vitória por 3 a 2, time catarinense segue na zona do rebaixamento, a dois pontos do Vitória

CARLOS ALBERTO FRUET, Agência Estado

14 de novembro de 2010 | 19h49

O Avaí surpreendeu o Inter com uma vitória por 3 a 2, em pleno Beira-Rio, na tarde deste domingo, em Porto Alegre, pela 35ª rodada do Brasileirão. Com isso, foi para 37 pontos, mas continua na zona de rebaixamento, em 17.º lugar. O Inter, que tem o seu foco voltado para o Mundial de Clubes da Fifa, a partir de 14 de dezembro, seguiu com 51.

Veja também:

BRASILEIRÃO - tabela Classificação | lista Resultados

especial SIMULADOR DO BRASILEIRÃO

O time catarinense começou o duelo de forma arrasadora. Logo aos 15 segundos, sem que ninguém do Inter tocasse na bola, a equipe abriu o placar com Patric, após tabela com Vandinho.

Incrédulos com o lance, os jogadores da equipe gaúcha não se acertavam em campo. O time de Celso Roth, mesmo com maior posse de bola, não conseguia criar chances de gol. O time não soube aproveitar nenhum dos sete escanteios a seu favor.

E o Avaí, que era perigoso nos contra-ataques, fez 2 a 0 com Batista, após desperdiçar várias oportunidades de gol. Para completar, aos 42 minutos, Kléber salvou um gol de Vandinho que parecia certo.

Antes de ir para o vestiário, no intervalo, o meia Giuliano saiu indignado de campo: "Não jogamos nada. Foi o pior primeiro tempo que o Inter fez em todo o campeonato". E o técnico Celso Roth, na volta para a segunda etapa, reconheceu o mau futebol da sua equipe: "Temos simplesmente que jogar mais. Levamos dois gols e poderíamos ter levado o terceiro".

Como Roth queria, o Inter voltou melhor e envolveu o Avaí. Chegou ao empate com Leandro Damião e Rafael Sóbis com gols aos nove e aos 14 minutos, respectivamente, mas não soube segurar o resultado. Aos 18, Robinho, de cabeça, fez 3 a 2 e o Avaí soube manter a vitória que lhe dá esperança de ainda escapar da zona de rebaixamento.

INTER - 2 - Lauro; Nei (Andrezinho), Bolívar, Índio e Kléber; Wilson Mathias, Guiñazu, Giuliano, D''Alessandro e Rafael Sóbis; Alecsandro (Leandro Damião). Técnico: Celso Roth.

AVAÍ - 3 - Zé Carlos; Patric, Émerson Nunes, Émerson e Eltinho; Diogo Orlando, Rudinei (Jéferson), Batista e Caio; Robinho (Daniel Thiago) e Vandinho (Marcelinho). Técnico: Wagner Benazzi.

Gols: Patric, aos 15 segundos, e Batista, aos 38 min do primeiro tempo; Leandro Damião, aos 9, Rafael Sóbis, aos 14, e Robinho, aos 18 minutos do segundo tempo; Juiz: Péricles Bassols Pegado Cortez (Fifa-RJ); Cartões amarelos: D''Alessandro, Guiñazu e Andrezinho (Inter); Robinho e Eltinho (Avaí); Renda: R$ 187.510,00; Público: 10.374 pagantes; Local: Estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.