Avaí tenta quebrar jejum diante do Fluminense no Rio

Sem vencer há quatro jogos, equipe catarinense voltou para a zona de rebaixamento

Estadão Conteúdo

15 Outubro 2017 | 06h22

A queda de rendimento e a sequência de quatro jogos sem vitória colocaram o Avaí mais uma vez na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, com a derrota por 2 a 1 para o Vasco dentro de casa reacendendo um sinal de alerta. Neste domingo, porém, o time tem a oportunidade de respirar mais uma vez. Jogando no Maracanã, o técnico Claudinei Oliveira prepara a equipe para um confronto direto com o Fluminense, às 17 horas, pela 28.ª rodada.

Como a Ponte Preta perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1 em jogo antecipado, facilitou a missão do Avaí. Com 30 pontos, o time precisa de uma vitória simples para sair da zona de rebaixamento, sem depender de nenhum outro resultado. O empate não resolve, já que o Fluminense, primeiro time fora da degola, tem 32.

As duas derrotas seguidas em casa, para o Atlético-GO, por 2 a 0, e Vasco, por 2 a 1, foram considerados altamente negativas. "Temos a obrigação de somar pontos em casa, mas também nosso time se encaixa bem fora de nossos domínios, se fechando bem e usando o contra-ataque" disse Claudinei.

Com apenas dois dias para trabalhar ele já teve enorme dor de cabeça para montar o time titular. O volante Judson e o atacante Júnior Dutra receberam o terceiro cartão amarelo contra o Vasco e nem viajaram com a delegação para o Rio. O atacante Lourenço também está suspenso, mas ele vinha entrando apenas no segundo tempo. Por fim, Williams, atacante de velocidade, foi expulso do banco de reservas e fecha a lista de desfalques.

Na frente, o Avaí deve entrar com Rômulo ao lado de Joel. Em entrevista coletiva, o treinador elogiou a postura do atacante, que ajuda muito na marcação e na recomposição do time. A principal preocupação é definir o substituto de Judson. O experiente meia Marquinhos é o preferido da comissão técnica e tem se dedicado muito nos treinos para assumir o posto, mas a idade e a disposição jogam contra ele. Por isso, Juan aparece como segunda opção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.