Avaí vira sobre o América-RN e encosta no G-4 da Série B

Clube catarinense agora está invicto há sete rodadas, com cinco vitórias e dois empates

AE, Agência Estado

23 de agosto de 2013 | 23h00

CÉARA-MIRIM (RN) - O América-RN não confirmou a sua recuperação no Campeonato Brasileiro da Série B ao perder para o Avaí por 3 a 2, de virada, nesta sexta-feira, no estádio Barretão, na cidade de Ceará-Mirim (RN), pela 17.ª rodada. O time potiguar abriu 2 a 0 no primeiro tempo, mas depois cansou na etapa final e sofreu a virada. O novo tropeço o deixou com 15 pontos, em 19.º lugar. O clube catarinense agora está invicto há sete rodadas, com cinco vitórias e dois empates, e atingiu os 26 pontos, em sétimo.

Esta derrota atrapalhou os planos de reação do técnico Argel Fucks para tirar, de vez, o time americano da ameaça de rebaixamento. O América-RN fará os dois próximos jogos como mandante. Na terça vai receber a Chapecoense, em jogo adiado da 15.ª rodada, em Ceará-Mirim, e depois no outro final de semana, pela 18.ª rodada, vai receber o São Caetano, mas na cidade de Goianinha (RN), onde o time mandará seus próximos jogos.

O América-RN foi armado no esquema 4-3-3 com o objetivo de fazer a ligação direta da defesa para o ataque porque o passe seria dificultado pelo péssimo estado do gramado. E deu certo porque o gol saiu logo aos três minutos em uma cobrança de pênalti de Vandinho, que foi manhoso para forçar uma falta duvidosa de Alex Lima. Na cobrança, o atacante bateu forte e à meia altura, no lado direito do goleiro Diego, que ainda saltou no mesmo canto.

Ricardo Baiano fazia marcação individual em cima de Marquinhos, principal articulador do time catarinense, que criou poucas chances para empatar. Em uma delas, aos 38 minutos, Marquinhos cobrou escanteio e quase a bola entrou direto, não fosse a defesa de Andrey. O América-RN ampliou aos 41. Fabinho fez o levantamento do lado direito e o goleiro Diego se atrapalhou com Alex Lima. A bola tocou em Márcio Passos e entrou: 2 a 0.

No segundo tempo, o Avaí voltou com duas mudanças. Tauã e Luciano entraram, respectivamente, nos lugares de Alê e Diego Jardel. O time avançou a marcação e quase levou o terceiro gol, quando Márcio Passos, dentro da grande área, chutou e a bola explodiu no pé da trave esquerda.

Aos 12 minutos, o Avaí diminui com Marquinhos. Ele recebeu a recuada de Beto, que fez o trabalho de pivô, e chutou no canto direito de Andrey. Depois disso, o jogo ficou aberto. Aos 19, Diego salvou o Avaí em chutes de Laércio e depois de Júnior Negão.

Muito cansado, o América-RN tentou se garantir na defesa, mas sofreu o empate aos 30 minutos. O zagueiro Bruno Maia apareceu na grande área para se antecipar de cabeça ao goleiro Andrey, depois de um estourão pelo alto. O pior para os mandantes aconteceria aos 34, quando Marquinhos cobrou falta do lado esquerdo e pegou efeito na bola. Ela desviou na defesa e entrou no canto esquerdo de Andrey. A virada estava decretada.

O Avaí vai jogar agora, pela 18.ª rodada, na próxima sexta, quando vai receber o outro time potiguar na competição: o lanterna ABC.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-RN 2 x 3 AVAÍ

AMÉRICA-RN - Andrey; Norberto, Zé Antônio, Edvânio e Renatinho Potiguar; Ricardo Baiano, Márcio Passos (Aldair) e Fabinho; Vandinho (Júnior Negão), Rodrigo Pimpão e Laércio (Raí). Técnico: Argel Fucks.

AVAI - Diego; Ricardinho, Alex Lima, Bruno Maia e Héracles (Anderson Uchôa); Alê (Tauã), Rodrigo Thiesen, Diego Jardel (Luciano), Marquinhos e Cléber Santana; Beto. Técnico: Hemerson Maria.

GOLS - Vandinho (pênalti), aos 3, e Márcio Passos, aos 41 minutos do primeiro tempo; Marquinhos, aos 12 e aos 34, e Bruno Maia, aos 30 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Norberto e Ricardo Baiano (América-RN).

ÁRBITRO - Émerson de Almeida Ferreira (MG).

RENDA - R$ 5.515,00.

PÚBLICO - 869 pagantes.

LOCAL - Estádio Barretão, em Ceará-Mirim (RN).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.