Divulgação/Avaí
Divulgação/Avaí

Avaí volta a treinar na academia respeitando protocolo contra o novo coronavírus

Atletas participaram das atividades com máscaras, usando álcool em gel e respeitando a distância de quatro metros

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2020 | 13h31

Os jogadores do Avaí ainda não foram a campo, mas treinaram nesta terça-feira na academia do estádio da Ressacada, em Florianópolis. O local foi liberado para treino e os atletas seguiram protocolos de combate ao novo coronavírus. Os trabalhos de força tiveram grupos de até três atletas em horários separados com máscaras, uso de álcool em gel e respeitando a distância de quatro metros.

"Felizmente conseguimos voltar seguindo rigorosamente todos os protocolos estabelecidos não só pela Federação Catarinense, da Associação de Clubes e principalmente a prefeitura municipal de Florianópolis e o Governo do Estado", disse Luis Fernando Funchal, médico do clube de Florianópolis, em entrevista à TV Avaí.

Os clubes da capital catarinense estão proibidos de treinarem em campo. Não por acaso, o Avaí fez um acordo com o Guarani para treinar na cidade vizinha de Palhoça. Lá, a prefeitura libera os treinos nos gramado. Ainda assim, a diretoria segue na espera de uma flexibilização do prefeito Gean Loureiro.

"Esperamos uma flexibilização por parte da prefeitura dentro de uma segurança para toda a sociedade e seguindo o que as curvas epidemiológicas demonstrarem. Se assim for, nós poderemos então iniciar os treinamentos em campo e logo, logo estaremos todos juntos vendo mais uma partida de futebol entre nós e nosso Campeonato Catarinense", finalizou Funchal.

O Avaí terminou a fase de classificação do Campeonato Catarinense na liderança e agora enfrentará a Chapecoense nas quartas de final. O mata-mata, porém, ainda não tem data e nem horário definidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.