Avaliando o Mundial, Pelé destaca defensores e volantes

Ao longo da Copa da Alemanha, Pelé ficou mais impressionado com o rendimento dos defensores e dos volantes do que com aquele apresentado pelos atacantes. "Normalmente, sempre aparece um grande goleador, como o Ronaldo, há quatro anos", afirmou o ex-jogador neste domingo, em sua coluna publicada no jornal alemão Bild am Sonntag. "Desta vez, jogadores como o lateral alemão Philipp Lahm e o zagueiro italiano Fabio Cannavaro me surpreenderam, ao passo que os artilheiros ficaram à sombra deles".Pelé deu como exemplos a Itália, que marcou 11 gols com dez jogadores diferentes, e a França, que anotou oito tentos com quatro jogadores diferentes. Ele se declarou um pouco decepcionado com os franceses, "cujo meio-campo deveria ter pressionado mais, na parte ofensiva, na partida contra Portugal". Com relação aos portugueses, o "Rei" estimou que eles jogaram a partida de semifinal, contra a França, "como se fosse um jogo da primeira fase".Para a final, Pelé aconselha os italianos a jogarem o mesmo futebol ofensivo que mostraram na semifinal contra a Alemanha. "A Itália não somente tem uma boa defesa, mas também conta com a criatividade de Andrea Pirlo e Francesco Totti". Já a França "tem uma enorme experiência em jogos importantes" e, com respeito a Zidane, "é um presente de Deus jogar a final de uma Copa em seu último jogo". E ressaltou: "Pouco importa o vencedor; espero que a final seja um grande momento de uma Copa do Mundo mágica".Depois de elogiar os árbitros ("seu trabalho foi muito bom") e o comitê organizador alemão ("um modelo para os próximos Mundiais"), Pelé lamentou duas coisas que, para ele, devem mudar. "As semifinais deveriam ser jogadas no mesmo dia, para que nenhum dos dois finalistas tenha a vantagem de um dia a mais de descanso; além disso, deveria haver dois dias de descanso depois da primeira fase".Por fim, o brasileiro agradeceu os torcedores alemães, porque "graças a eles tivemos uma atmosfera pacífica e amistosa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.