Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

Avô Napoleão serve de inspiração para jovem talento do São Paulo na vitória diante do Guarani

Wellington jogou na vaga de Reinaldo e deixou a sua marca na vitória sobre o time de Campinas no Morumbi pelo Paulistão

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2021 | 11h05

Um gol importante, uma atuação convincente e mais três pontos no campeonato. Esse foi o saldo deixado pelo novato Wellington, que substituiu o titular Reinaldo no triunfo de 3 a 2 do São Paulo sobre o Guarani no Morumbi pelo Paulistão Sicredi 2021. Feliz pelo jogo, a jovem promessa buscou em suas memórias um ente querido para dedicar o bom resultado: o avô Napoleão. "Desde pequeno, sempre sonhei com esse momento e na  hora do gol passou um filme na minha cabeça. Lembrei do meu avô Napoleão (já morto). Ele sempre me levava aos treinos e foi uma alegria muito grande poder ajuda os meus companheiros do São Paulo", afirmou o jogador de 20 anos.  

Wellington integra a promissora safra de Cotia que vem sendo observada pelo técnico Hernán Crespo. Com a avalanche de jogos nesta retomada do Estadual em função da paralisação provocada pela pandemia do novo coronavírus, a promessa do clube tem em mente que as oportunidades dadas pelo treinador são-paulino precisam ser correspondidas. "Tinha ido bem contra o Flamengo (na última rodada do Brasileiro do ano passado) e temos de dar continuidade. Acho que o desempenho do time nesses três jogos se deve ao trabalho realizado nos treinamentos."

Outro destaque da vitória sobre a equipe de Campinas foi Galeano. Escalado como ala na direita, o jogador teve participação direta no gol marcado por Igor Gomes. "Estou muito feliz porque deu tudo certo. O treinador disse que está gostando de mim nessa posição e venho me dedicando bastante. Nessa função, você precisa atacar e defender, estou cansado, mas satisfeito pela chance dada pelo treinador", comentou.

Durante o tempo de paralisação do Paulistão, Galeano disse ter aproveitado o período de treinamento para ganhar pontos com Crespo. "Estamos entendo a sua filosofia de jogo e os resultados estão aparecendo". Sem muitas chances com o ex-treinador Fernando Diniz, o jovem paraguaio espera mais oportunidades sob o comando do chefe argentino. E o motivo tem relação direta com o seu futuro no Morumbi. Galeano pertence ao Rubio Nu, do Paraguai, e o seu contrato termina no fim de 2021. Para ficar com o atleta em definitivo, o São Paulo precisa desembolsar mais U$ 600 mil (R$ 3,1 milhões). Se tiver aprovação de Crespo, ele fica.

Autor do gol da vitória já no fim do segundo tempo, Victor Bueno destacou o elenco que Crespo tem nas mãos e vem sabendo utilizar. "Nosso elenco tem 30 jogadores e todos são muito importantes. O treinador dá moral para todo mundo e a resposta dada é a personalidade com que esse time vem mostrando nos jogos", comentou o atleta. Nesta sexta, o São Paulo faz clássico com o Palmeiras, no Allianz Parque, sem público e com o rival pressionado pelo fracasso em duas decisões de taça na semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.