Bachelet atrasa viagem aos EUA para receber a seleção chilena

Equipe chilena, que empatou com o Brasil em 1 x 1 e manteve o placar no tempo suplementar, acabou derrotada nos pênaltis

Reuters

29 de junho de 2014 | 13h21

A presidente do Chile, Michele Bachelet, vai receber neste domingo, 29, à tarde os "heróis" da seleção de futebol eliminada da Copa do Mundo em uma partida dramática definida nos pênaltis no Mineirão, em Belo Horizonte.

Bachelet iria aos Estados Unidos na noite de sábado, 28, em visita oficial, mas decidiu atrasar o voo para receber a seleção chilena.

O chanceler chileno, Heraldo Muñoz, afirmou em sua conta no Twitter que a presidente atrasaria a viagem aos Estados Unidos para receber os "heróis da roja (vermelho, cor tradicional da camisa da seleção)".

A equipe chilena, que empatou com o Brasil em 1 x 1 e manteve o placar no tempo suplementar, acabou derrotada nos pênaltis por 3 x 2. Os chilenos, que ficaram concentrados em Belo Horizonte, chegam a Santiago na tarde deste domingo.

O time vai do aeroporto até o palácio presidencial e será recebido por milhares de torcedores nas ruas da capital chilena.

Apesar da eliminação, o time conseguiu nesta Copa sua melhor atuação desde o Mundial de 1962, quando conquistou o terceiro lugar em casa.

(Reportagem de Antonio de la Jara)

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014Chilechegada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.