Bahia aposta na estreia de Gilson Kleina no Itaquerão

Equipe baiana busca fugir do rebaixamento e supreender Corinthians na estreia do novo treinador, no Campeonato Brasileiro

TIAGO DÉCIMO, Estadão Conteúdo

16 de agosto de 2014 | 09h05

Em sua estreia no comando do Bahia, o técnico Gilson Kleina tem uma série de problemas para enfrentar o Corinthians, neste sábado, a partir das 21 horas, no Itaquerão. São quatro jogadores que vinham sendo escalados como titular pelo interino Charles Fabian que vão desfalcar a equipe nesta 15ª rodada do Brasileirão.

O lateral-direito Roniery, o lateral-esquerdo Guilherme Santos e o atacante Rhayner estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. E devem ser substituídos por Railan, Raul e Maxi Biancucchi, respectivamente. O quarto desfalque é o meia-atacante Marcos Aurélio, que sentiu sintomas de gripe na quinta-feira e foi vetado para a partida - Emanuel Biancucchi assume a vaga.

Apresentado na tarde de quinta-feira e ainda sem conhecer todos os jogadores do elenco, Gilson Kleina delegou a Charles Fabian, que virou seu auxiliar, a condução dos últimos treinos que antecederam a viagem da delegação a São Paulo.

Até o coletivo realizado na sexta-feira, com a provável formação do time que entra em campo no Itaquerão, foi comandado por Charles Fabian, que não perdeu nas três partidas em que ficou como técnico interino. Teve um empate e duas vitórias - uma delas, inclusive, foi sobre o próprio Corinthians, por 1 a 0, pela Copa do Brasil.

Gilson Kleina foi contratado até o fim do ano com a missão de salvar o Bahia do rebaixamento no Brasileirão. Com 13 pontos, o time tem a terceira pior campanha da competição e está apenas um ponto à frente do lanterna Coritiba.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.