MARCELO MALAQUIAS / FRAMEPHOTO
MARCELO MALAQUIAS / FRAMEPHOTO

Bahia bate Vitória e fatura 47º Estadual; Náutico encerra jejum em Pernambuco

Tricolor baiano amplia hegemonia sobre rival, que coleciona 18 taças a menos

Redação, Estadao Conteudo

08 de abril de 2018 | 19h34

Uma série de competições regionais foram encerradas neste domingo pelo Brasil e, em uma delas, o Bahia conquistou o seu 47º título estadual ao bater o Vitória por 1 a 0, no Barradão, em Salvador, no confronto de volta do Campeonato Baiano.

+ Cruzeiro faz 2 a 0, reverte vantagem sobre o Atlético-MG e volta a ser campeão

+ Em Pelotas, Grêmio vence de novo o Brasil e quebra jejum de oito anos no Gaúcho

+ Carli faz no último lance, Gatito pega dois pênaltis e Botafogo fatura o Carioca

Com o troféu, o Bahia encerrou a recente hegemonia do adversário, que faturou a taça do torneio em 2016 e 2017. E o fim deste curto jejum veio com relativa tranquilidade, pois o time comandado pelo técnico Guto Ferreira já havia vencido o confronto de ida sobre a equipe de Vagner Mancini por 2 a 1, na Arena Fonte Nova, na semana passada.

O clube também aumentou a larga vantagem que ostenta como maior campeão baiano, com 47 taças, contra 29 do Vitória, segundo maior ganhador. Nesta década, a equipe ainda ficou com o título em 2012, 2014 e 2015.

O único gol da vitória deste domingo no Barradão foi marcado aos 2 minutos do segundo tempo. Em jogada iniciada por Vinícius e Edigar, Zé Rafael tabelou com Marco Antônio e finalizou. Fernando Miguel defendeu, mas deu rebote para Elton, de cabeça, encostar para o gol vazio.

O gol complicou a vida do Vitória, que não mais conseguiu buscar o empate e decepcionou a sua torcida, sendo que alguns torcedores do time chegaram a apedrejar o ônibus que trouxe a delegação do Bahia até o estádio do arquirrival neste domingo.

NÁUTICO ENCERRA JEJUM - Outro clube do Nordeste que saiu de campo com muitos motivos para comemorar neste domingo foi o Náutico, que derrotou o Central de Caruaru por 2 a 1, na Arena Pernambuco, e encerrou um jejum de títulos estaduais que durava 14 anos.

Campeão pela última vez em 2004, o time triunfou com gols de Ortigoza e Jobson para ficar com o título do Campeonato Pernambucano. Já o Central, que pela primeira vez em 99 anos de história decidiu o título da competição, viu esse jejum de troféus ser ampliado e descontou o placar com um gol de Leandro Costa, cobrando pênalti. No confronto de ida, em casa, os dois times haviam empatado por 0 a 0.

OUTROS ESTADUAIS - Também neste domingo, o Remo faturou o título do Campeonato Paraense ao vencer o Paysandu por 1 a 0, no Mangueirão, com um gol de pênalti convertido por Isac. O Remo já havia vencido o duelo de ida da final por 2 a 1.

CSA (Alagoano), Serra (Capixaba), Cuiabá (Matogrossense), Operário (Sul-Matogrossense) foram outros times que conquistaram títulos estaduais de menor expressão neste domingo, enquanto Manaus (Amazonense) e Sobradinho (Distrito Federal) asseguraram a taça já em finais no último sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.