José Patrício/AE - 29/3/2007
José Patrício/AE - 29/3/2007

Bahia confirma doping do goleiro Renê

Ele foi flagrado com a substância furosemida, usada para controle de pressão alta

AE, Agência Estado

20 Setembro 2010 | 12h29

SALVADOR - A direção do Bahia confirmou que o goleiro Renê, ex-Barueri, foi pego no exame antidoping da partida diante da Portuguesa, no dia 28 de agosto, pela 17.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O jogador foi flagrado pelo uso da substância furosemida, presente no medicamento Lasix, usado para controle de pressão alta.

De acordo com o clube, Renê não tinha conhecimento de que o remédio poderia prejudicá-lo. Tal medicamento é proibido por estimular a eliminação de urina, o que poderia esconder o uso de outras substâncias tidas como dopantes, mas não cria nenhum efeito estimulante que possa melhorar o desempenho esportivo.

O comunicado escrito pela diretoria do Bahia explicou ainda que o medicamento "foi dado ao jogador por sua esposa, que desconhecia a possibilidade do mesmo ser proibido" e que o atleta confirmou o uso.

"Os departamentos jurídico e médico do Bahia prestaram toda a assistência necessária para o atleta e sua família. Sua defesa está sendo preparada, confiante em que o jogador terá sua pena reduzida, por se tratar de um grande atleta, excelente profissional e que não agiu de má fé para se beneficiar com esta medicação", informou o clube.

A equipe baiana é a atual líder da Série B, com 40 pontos, à frente do Coritiba pelo maior saldo de gols, e não corre risco de perder pontos no caso de uma possível punição ao goleiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.