Erik Sales/Divulgação
Erik Sales/Divulgação

Bahia e Atlético-PR empatam sob forte calor em Salvador

O Tricolor Baiano se mantém em 16º e o Furacão cai para 4º

Tiago Décimo, Agência Estado

27 de outubro de 2013 | 18h17

SALVADOR - Em jogo movimentado, Bahia e Atlético-PR empataram por 1 a 1, na tarde deste domingo, na Arena Fonte Nova. O resultado deixou o Tricolor Baiano um ponto mais longe da zona de rebaixamento - o time passa a ter 37 pontos, quatro a mais que Ponte Preta e Vasco, 17.º e 18.º colocados, respectivamente. O Furacão perdeu uma posição, para o Botafogo, e passa a ser o quarto colocado, com 52 pontos.

O time paranaense começou melhor a partida, com boas trocas de passe pelo meio e chegadas perigosas. Aos 10 minutos, o Atlético já havia levado perigo ao gol defendido por Marcelo Lomba duas vezes, em finalizações do zagueiro Luiz Alberto e do atacante Ederson, que passaram perto. O Bahia, porém, melhorou e passou a levar mais perigo ao adversário. Foi a vez de o goleiro paranaense Weverton brilhar, impedindo a abertura do placar três vezes - uma delas com uma defesa espetacular, depois de cabeçada certeira de Obina, aos 21 minutos.

A partir da metade do primeiro tempo, porém, o forte calor da tarde em Salvador cobrou seu preço. Os times perderam rendimento, passaram a errar muitos passes. A partida ficou lenta e truncada. Aos 38, o Atlético ainda perdeu um jogador, o volante Bruno Silva, que fez falta de ataque em Rafael Miranda, na área do Bahia, e se envolveu em uma confusão com Lucas Fonseca.

A falta de mais um jogador de marcação na equipe paranaense teve reflexo já no primeiro minuto do segundo tempo. Anderson Talisca, que havia entrado no intervalo, no lugar de Marquinhos Gabriel, fez ótimo lançamento em profundidade para Obina, que chegou sozinho na frente do gol e teve tranquilidade para tocar por cima de Weverton. O Atlético respondeu em seguida. Aos 12, Dellatorre recebeu no lado direito do ataque e cruzou rasteiro para Ederson, que se antecipou à zaga para tocar com categoria, fora do alcance de Lomba, que nem se mexeu. O atacante chegou ao 16º gol no Campeonato Brasileiro e segue como artilheiro da competição.

A partir dos 20 minutos, a partida voltou a perder intensidade. O Bahia tentava pressionar, mas errava muitos passes e só levava algum perigo com chutes de fora da área. Já o Atlético-PR tentava encaixar um contra-ataque que pudesse resolver o jogo. Aos 34, o Bahia perdeu o meia Hélder, também expulso, após tentar agredir o volante João Paulo, mas o cenário da partida não se modificou. Ao fim, a pequena torcida que foi à Arena Fonte Nova (8 mil pessoas no total) vaiou bastante a equipe. Na próxima rodada, o Bahia vai a Porto Alegre enfrentar o Grêmio, no domingo, às 17 horas. Já o Atlético-PR recebe o Internacional na Arena Joinville, às 19h30 do domingo.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 1 X 1 ATLÉTICO-PR

BAHIA - Marcelo Lomba; Madson (Fabrício Lusa), Lucas Fonseca, Demerson e Raul (Wangler); Feijão, Rafael Mirada, Hélder e Marquinhos Gabriel (Anderson Talisca); William Barbio e Obina. Técnico: Cristóvão Borges.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Jonas, Dráusio, Luiz Alberto e Juninho; Bruno Silva, João Paulo, Everton e Fran Mérida (Zezinho); Dellatorre (Ciro) e Ederson (Deivid). Técnico: Vagner Mancini.

GOLS - Obina, no 1º minuto, e Ederson, aos 12 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Francisco Carlos do Nascimento (Fifa-AL).

CARTÕES AMARELOS - Madson e Obina (Bahia); Juninho (Atlético-PR).

CARTÕES VERMELHOS - Hélder (Bahia) e Bruno Silva (Atlético-PR).

RENDA - Não divulgada.

PÚBLICO - 6.415 pagantes.

LOCAL - Itaipava Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBahiaAtlético-PR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.