Bahia e Fluminense empatam em Salvador

Um ponto ganho no empate, por 2 a 2, deste sábado à tarde, na Fonte Nova, foi péssimo negócio para Bahia e Fluminense, que ficaram mais ameaçados de rebaixamento. O time baiano voltou a errar na defesa, como na goleada por 7 a 4 sofrida para o Santos, quarta-feira. Os gols do Fluminense no primeiro tempo provocaram a substituição do goleiro titular Emerson, que em três rodadas, passou da condição de ídolo da torcida a responsável pelo fracassso. O Bahia perdeu o meia Preto, um dos principais jogadores do time, logo aos 12 minutos, por contusão. Mas a equipe continuou mais agressiva. Num raro ataque do Fluminense, a defesa do Bahia não resistiu. Marcelo cabeceou na trave esquerda de Emerson. No rebote, o atacante chutou, o goleiro defendeu com o pé e na segunda sobra de bola, Romário mandou uma bomba no meio do gol, sem chance. Aos 36, o Bahia chegou ao gol de empate em um lance do lateral Paulinho, que venceu a disputa de bola com Júnior César e tocou para as redes. Já nos acréscimos do primeiro tempo, o segundo gol do Fluminense provocou a saída do goleiro Emerson. Rodolfo bateu falta forte, mas de longe. A bola foi no canto esquerdo e Emerson aceitou. No segundo tempo, o Bahia foi para cima, no desespero e permitiu vários contra-ataques perigosos do Fluminense. Romário desperdiçou oportunidades que não costuma perder. Mas aos 45 minutos veio castigo. O zagueiro Valdomiro foi ao ataque e deixou tudo igual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.