Bahia e Internacional ficam no empate em 1 a 1 em Salvador

Agora, a equipe gaúcha espera pela chegada do técnico Dorival Júnior, que assume na terça

Eliana Lima, Agência Estado

14 de agosto de 2011 | 20h57

SALVADOR - Bahia e Inter empataram por 1 a 1, na noite deste domingo, no Estádio Pituaçu, em Salvador, pela 16.ª rodada do Brasileirão. Foi o último jogo do time gaúcho sob o comando do interino Osmar Loss, já que o novo técnico, Dorival Júnior, foi contratado na sexta-feira e assume o cargo na terça.

Com vários desfalques, inclusive do meia Andrezinho, que pediu para não jogar porque tem proposta de outro clube, o Inter apostou em novatos como Zé Mário e João Paulo. Do outro lado, o Bahia confiou na dupla formada por Carlos Alberto e Jóbson, que fizeram as pazes após um desentendimento.

O jogo teve um total de 10 cartões distribuídos pelo árbitro, sendo dois vermelhos, que deixaram as equipes com 10 jogadores no segundo tempo - Fabinho e Índio foram expulsos. E o empate foi ruim para os dois times: o Bahia está agora com 19 pontos, quatro a menos do que o Inter.

Jogando em casa, o Bahia não teve boa atuação, com falhas na defesa e um ataque que também não ajudou. Entretanto, o goleiro Marcelo Lomba fez grandes defesas, que impediram a derrota do time, como aconteceu aos 32 minutos do primeiro tempo, quando Zé Mário invadiu a área e chutou rasteiro.

O Inter, porém, conseguiu abrir o placar aos 40 minutos. O lance foi resultado de um vacilo da defesa do Bahia, mais precisamente do zagueiro Thiego, que perdeu a dividida e deixou a bola com Leandro Damião. O atacante, então, não desperdiçou e fez 1 a 0 para o time gaúcho.

O Bahia voltou melhor do intervalo. E logo no início do segundo tempo quase empatou com Ricardinho em cobrança de falta, mas Muriel defendeu. O gol, porém, acabou saindo aos 34 minutos, após pênalti cometido pelo zagueiro Índio. Jóbson cobrou e definiu o placar no Pituaçu.

BAHIA - 1 - Marcelo Lomba; Gabriel, Paulo Miranda, Thiego e Ávine; Fahel, Fabinho, Ricardinho e Carlos Alberto (Lulinha); Jóbson e Reinaldo (Jones). Técnico - René Simões

INTER - 1 - Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Zé Mário; Elton, Wilson Matias (Glaydson), Tinga (Augusto) e João Paulo; Jô (Rodrigo Moleto)e Leandro Damião. Técnico - Osmar Loss (interino)

Gols - Leandro Damião, aos 41 minutos do primeiro tempo; Jóbson (pênalti), aos 34 minutos do segundo tempo; Árbitro - Gutemberg de Paula Fonseca (RJ); Cartão amarelo - Tinga, Fabinho, Índio, Leandro Damião, Jô, Wilson Matias, Bolívar e Zé Mário; Cartão vermelho - Fabinho e Índio; Renda - R$ 479.310,00; Público - 21.239 pessoas; Local - Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.