Bahia e Vitória empatam em 1 a 1 pelo Campeonato Baiano

Bahia e Vitória empataram em 1 a 1, neste domingo, pelo primeiro turno do campeonato estadual. O Vitória, então líder do campeonato, jogava em casa, no Estádio Manoel Barradas (Barradão). O Bahia começou o jogo como vice-líder e sua torcida ocupava cerca de metade do estádio - que, se não estava lotado, tinha uma boa quantidade de torcedores.A polícia montou uma grande operação para evitar possíveis atos de violência entre as torcidas. Cerca de 500 policiais foram destacados para conter os ânimos mais exaltados tanto dentro quanto nos arredores do estádio. Segundo a PM, a chegada dos torcedores ao estádio foi tranqüila.As torcidas cantavam e o jogo pegava fogo em campo, com chances de lado a lado. Aos 38 minutos do primeiro tempo, o Vitória abriu o placar, com Índio cobrando um pênalti cometido pelo zagueiro Emerson no lateral Apodi. Bastou para que a torcida do Bahia começasse a promover violência.No intervalo de jogo, bombas caseiras estouraram e brigas foram registradas no meio da torcida do time tricolor. Quatro pessoas foram atendidas pelas ambulâncias que estavam de plantão no estádio e liberadas em seguida. Duas outras foram detidas pela polícia, acusadas de promover brigas.O segundo tempo começou com o Bahia empatando o jogo. O lateral esquerdo Victor Boleta cobrou falta na entrada da área, logo aos 3 minutos, tirando do alcance do goleiro Rafael Córdova. A torcida tricolor voltou a fazer festa, até que o zagueiro Emerson, que já tinha feito um pênalti, foi expulso, por uma falta cometida novamente pelo Apodi, aos 18 minutos. Dali em diante, o Vitória pressionou muito, mas foi parado, se não na marcação do zagueiro - improvisado - Rogério, nas mãos do goleiro Paulo Musse, os dois melhores em campo. "O time ficou muito afobado para fazer o gol, não teve paciência para concluir", afirma o técnico do Vitória, Mauro Fernandes. "A gente jogava para não perder, mas se não fosse a expulsão do Emerson, que vi como falta de ataque do Apodi, teríamos chance de ganhar o jogo", rebateu o comandante tricolor, Arturzinho.A maior parte da torcida ficou satisfeita, mas no fim do jogo, novo tumulto na torcida do Bahia. Pedaços de concreto foram arrancados da estrutura do estádio e arremessados contra torcedores do Vitória. Um torcedor teve de ser levado ao hospital por causa de uma pedrada na cabeça. Ficha Técnica: Vitória 1 x 1 Bahia Vitória - Rafael Córdova; Apodi, Sandro, Jean e Alysson; Vanderson (Marcelo Moreno), Guilherme (Bida), Capixaba (Jackson) e Cléber; Índio e Joãozinho. Técnico: Mauro Fernandes. Bahia - Paulo Musse; Maricá, Emerson, Rogério e Victor Boleta; Humberto, Fausto e Rafael Bastos (Amauri, depois Ednei), Preto; Fábio Saci (Herbert) e Moré. Técnico: Arturzinho. Gols: Índio (pênalti) aos 38 minutos do primeiro tempo e Victor Boleta, aos 3 do segundo tempo. Árbitro - Lourival Dias Lima Filho Cartões amarelos - Apodi, Vanderson, Guilherme, Emerson, Victor Boleta, Preto e Herbert. Cartão vermelho - Emerson. Renda - R$ 157.380 Público - 14.855 pagantes Local - Barradão, BA CAMPEONATO BAIANO Fase classificatória - 9.ª rodada Vitória 1 x 1 Bahia Catuense 1 x 1 Atlético Cajazeirense Vitória da Conquista 0 x 0 Poções Itabuna 1 x 1 Colo-Colo Ipitanga 3 x 0 Fluminense Camaçari 1 x 0 Juazeiro Classificação: 1.º - Vitória, 20 pontos; 2.º - Bahia, 16; 3.º - Atlético Cajazeirense, 15; 4.º - Juazeiro, 13; 5.º - Camaçari, 13; 6.º - Poções, 13; 7.º - Vitória da Conquista, 12; 8.º - Colo-Colo, 11; 9.º - Fluminense, 10; 10.º - Catuense, 9; 11.º - Ipitanga, 7; 12.º - Itabuna, 5.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.