Bahia goleia Marília por 4 a 1 na Fonte

O Marília se despediu da Série B do Campeonato Brasileiro com mais uma derrota. Neste sábado à tarde, perdeu por 4 a 1 para o Bahia-BA, no estádio da Fonte Nova, em Salvador, pela última rodada da segunda fase. O Bahia entrou em campo classificado e garantiu a primeira colocação do Grupo B, com 13 pontos ganhos. E, agora, estréia no quadrangular final no próximo sábado, contra o Brasiliense-DF, fora de casa. Avaí-SC e Fortaleza-CE também seguem na briga pelo acesso. Os dois melhores colocados sobem para a Série A em 2005. O Marília só volta a campo agora no Campeonato Paulista de 2005. A estréia será no dia 19 de janeiro, contra o União Barbarense, em Santa Bárbara D´Oeste.Uma homenagem ao zagueiro Serginho foi feita antes do início do jogo. No círculo central, jogadores de ambas equipes e o trio de arbitragem se abraçaram. Os mais de 25 mil torcedores presentes na Fonte Nova ecoaram o nome do ex-jogador do São Caetano. Apesar de não valer muita coisa, o jogo foi bem disputado. Já classificado, o Bahia buscava a primeira colocação do Grupo B, para fazer a última partida da fase final em casa. Eliminado, o Marília queria mostrar serviço na última partida do ano. Com maior volume de jogo, o Bahia abriu o marcador aos 25 minutos. Igor cobrou falta pela direita e Leonardo desviou de cabeça. A bola bateu na zaga e Selmir, dentro da pequena área, bateu de perna direita.No início do segundo tempo, o Bahia ampliou, com Ari. O meia recebeu na esquerda, puxou para o meio e, de frente para o gol, chutou sem força. O goleiro Marcelo Cruz falhou ao tentar segurar a bola, e ela foi parar no fundo da rede. Apesar da vitória parcial do Bahia, o Marília seguia fazendo uma boa partida e acabou sendo recompensado aos 14 minutos. Adílson Rodrigues cruzou da esquerda e o pequenino Xuxa, livre, desviou de cabeça.No final, o Bahia marcou mais dois gols. No contra-ataque, Renna recebeu na direita e bateu cruzado. Selmir entrou de carrinho e completou aos 43 minutos. Nos acréscimos, o time fez bela jogada trabalhada e Henrique concluiu aos 46 minutos.

Agencia Estado,

30 de outubro de 2004 | 18h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.