Bahia perde de virada para o campeão Atlético-GO, mas está de volta à Série A

Derrota do Náutico para o Oeste garantiu a quarta colocação à equipe baiana

Estadão Conteúdo

26 de novembro de 2016 | 20h14

O Bahia perdeu, mas mesmo assim conseguiu o acesso. Neste sábado, pela 38.ª e última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o time de Salvador não aguentou a pressão do campeão Atlético Goianiense no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, e acabou derrotado por 2 a 1. Como o Náutico perdeu para o Oeste por 2 a 0, no Recife, o esquadrão do técnico Guto Ferreira ficou entre os quatro melhores e está de volta à elite depois de dois anos.

Com o resultado, o clube de Goiás terminou a competição na liderança com 76 pontos, 10 a mais que o vice-campeão Avaí. Já o Bahia foi o quarto colocado, com 63 pontos.

O JOGO

Como era esperado pelo alto nível técnico dos dois times, o primeiro tempo foi bem jogado, com boas jogadas criadas nos dois lados. O lance de perigo inicial foi do Bahia. Após cobrança de escanteio de Luiz Antônio, Tiago subiu mais que toda a defesa adversária e cabeceou, mas a bola foi por cima da baliza defendida pelo goleiro Klever.

Depois de insistir bastante, os comandados de Guto Ferreira finalmente balançaram as redes. Após cruzamento de Régis, a bola atravessou toda a área atleticana até chegar em Edigar Junio, que se esforçou para desviar e fazer o gol aos 35 minutos.

Antes do final da primeira etapa, o time mandante conseguiu o gol de empate. Aos 48 minutos, Marllon chegou de surpresa pela direita e levantou para a área. Gilsinho ajeitou para trás e Júnior Viçosa finalizou com estilo, sem chances de defesa para Muriel.

Mesmo ciente de que o empate bastava para o acesso, o Bahia veio com ainda mais vontade na segunda etapa. Logo aos dois minutos, após cobrança de lateral para a área, Hernane desviou e Kléver precisou se esforçar para fazer a defesa.

Assim que escolheu segurar o jogo, o time visitante acabou surpreendido e levou o gol da virada. Aos 26 minutos, Jorginho aproveitou o rebote do goleiro Muriel e tocou para o fundo das redes. Restou esperar o final do jogo do Náutico para que os jogadores baianos pudessem comemorar o acesso ao lado de sua torcida em Goiânia.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 2 x 1 BAHIA

ATLÉTICO-GO - Kléver; Matheus Ribeiro, Marllon, Ricardo Silva e Romário; Michel, Pedro Bambu, Magno Cruz (Luiz Fernando) e Jorginho; Júnior Viçosa (Alison) e Gilsinho (Marquinho). Técnico: Marcelo Cabo.

BAHIA - Muriel; Eduardo (Tinga), Tiago, Jackson e Moisés; Renê Júnior, Luiz Antônio, Victor Rangel (Allano) e Régis (Renato Cajá); Edigar Junio e Hernane. Técnico: Guto Ferreira.

GOLS - Edigar Junio, aos 35, e Júnior Viçosa, aos 48 minutos do primeiro tempo; Jorginho, aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jorginho, Magno Cruz, Matheus Ribeiro e Júnior Viçosa (Atlético-GO); Luiz Antônio, Renê Júnior, Hernane e Jackson (Bahia).

ÁRBITRO - Bráulio da Silva Machado (SC).

RENDA - R$ 172.305,00.

PÚBLICO - 10.906 pagantes.

LOCAL - Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.