Felipe Oliveira/Bahia
Felipe Oliveira/Bahia

Bahia tenta abrir vantagem sobre Defensa y Justicia na Copa Sul-Americana

Único representante brasileiro vivo na briga pelo título do torneio, time baiano encara argentinos em Salvador

Redação, Estadao Conteudo

09 de dezembro de 2020 | 08h24

Único representante brasileiro ainda vivo na briga pelo título da Copa Sul-Americana de 2020, o Bahia entra em campo nesta quarta-feira focado em aproveitar o fator casa para abrir vantagem nas quartas de final rumo à classificação. Às 19h15, o time baiano recebe o Defensa y Justicia-ARG, na Arena Fonte Nova, pelo jogo de ida do mata-mata. O rival eliminou o Vasco nas oitavas de final.

O duelo de volta está marcado para a próxima quarta-feira (16), também às 19h15 (horário de Brasília), desta vez no Estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, nos arredores de Buenos Aires, na Argentina.

Na Sul-Americana há vantagem do gol fora, ou seja, é importante não levar gols em casa. O vencedor deste duelo irá pegar nas semifinais Junior Barranquilla-COL ou Coquimbo Unido-CHI. Para este importante jogo, o técnico Mano Menezes contará com alguns retornos, mas também tem desfalques. Isso porque, recuperados do covid-19 e depois de passarem por um período de isolamento, o goleiro Matheus Claus, os laterais Juninho Capixaba e Zeca e o volante Ronaldo, voltaram a treinar neste começo de semana e são opções.

Além deles, o zagueiro Anderson Martins também está à disposição, depois de se recuperar de lesão na coxa. A tendência, inclusive, é que ele seja titular. Por outro lado, o volante Gregore cumpre suspensão após ser expulso no jogo de volta das oitavas de final contra o Unión Santa Fé-COL.

O goleiro Douglas é dúvida depois de ser substituído ainda no primeiro tempo na derrota por 2 a 0 para o Ceará no último final de semana com fortes dores na perna direita e será reavaliado. Anderson deve ser o seu substituto.

De qualquer forma, o comandante pediu atenção no duelo. "Sempre é difícil comparar competições diferentes. O Racing estava com dificuldade no Argentino e eliminou o melhor time brasileiro, campeão da Libertadores. Então não existe isso, cada jogo é sua história. O Defensa acabou de eliminar o Vasco, tem qualidade de jogo, diferente do adversário que eliminamos nas oitavas. Tem jogadores com qualificação técnica. Em determinados momentos vamos propor e em determinados momentos vamos nos defender, nos posicionar bem e entender cada momento do jogo".

Do outro lado, assim como aconteceu nos dois jogos contra o Vasco, o técnico Hernán Crespo poupou os principais jogadores do Defensa y Justicia na última rodada da Copa Liga Profissional, torneio do futebol argentino, visando a tão sonhada classificação. Com isso, a tendência é que o ex-jogador e atual comandante comece a partida com uma formação bem parecida com a que venceu o Vasco na semana passada em São Januário, por 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.