Divulgação
Divulgação

Bahia tenta 'milagre' para evitar a queda à Série B do Brasileirão

Não bastasse o cenário desfavorável, o técnico Charles Fabian ainda tem uma série de problemas para escalar o time

Tiago Décimo e Julio Cesar Lima, Estadão Conteúdo

07 de dezembro de 2014 | 09h13

Dos três times ainda ameaçados pelo rebaixamento no Brasileirão - Palmeiras, Vitória e Bahia -, o último é o que tem a pior situação. Além de precisar vencer o Coritiba neste domingo, 7, às 17 horas, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, tem de contar com uma derrota do Palmeiras, que recebe um desfalcado Atlético Paranaense em sua nova arena, e ainda torcer para que o rival Vitória não vença o Santos, no estádio Barradão, em Salvador.

Não bastasse o cenário desfavorável, o técnico Charles Fabian ainda tem uma série de problemas para escalar o time que tenta o "milagre" de evitar a queda para a Série B. Os laterais-direitos Diego Macedo e Railan, os meias Marcos Aurélio e Emanuel Biancucchi e os atacantes Kieza e Maxi Biancucchi, lesionados, desfalcam o time.

Além deles, o volante Fahel, suspenso por levar o terceiro cartão amarelo na vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio, no último domingo, e o meia Lincoln, por restrição contratual - é jogador do Coritiba -, não jogam.

Com tantas ausências, Charles diz ainda não ter definido a equipe que inicia a partida. De acordo com ele, as principais dúvidas são quem entra na vaga de Fahel - Rafael Miranda e Feijão disputam a titularidade - e quem fica como articulador do time. Se será o jovem Rômulo, recém-promovido das categorias de base do clube, ou o lateral-esquerdo Guilherme Santos, que poderia ser improvisado na posição. Neste caso, Pará assumiria a lateral.

CORITIBA

O meia Alex entrará em campo para disputar uma partida oficial pela última vez. Após 15 anos, desde que iniciou a sua trajetória no futebol, o atleta será homenageado pela diretoria do Coritiba momentos antes do jogo e a expectativa é de estádio lotado, com promoções nos preços do ingresso.

O Coritiba também entra em campo em clima mais leve. Depois de frequentar a zona de rebaixamento por dezenas de rodadas, a equipe se livrou da degola na semana passada com a vitória sobre o Atlético Mineiro, em Belo Horizonte.

Para esta partida, o técnico Marquinhos Santos deve manter o esquema 4-3-3 com Zé Eduardo, Joel e Alex formando um trio de ataque. A equipe joga desfalcada de Wellinton e Rosinei, que estão no departamento médico, além do volante Hélder, que fica fora por motivos contratuais.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBahiacoritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.